domingo, 26 de janeiro de 2020

MINISTROS CONSAGRADOS SÃO DÁDIVAS DE DEUS À IGREJA


INTRODUÇÃO: Texto bíblico: I Tessalonicenses 5:12-13

1. Deus anteviu a necessidade de que a Igreja Cristã tivesse dons que promovessem o avanço e harmonia de Seu povo.
2. Deus concedeu responsabilidade aos líderes espirituais, eles não se autodenominaram líderes, mas Deus os constitui (embora haja quem se autonomeou e nunca foi instituído por Deus).
3. Deus almeja que os líderes cumpram suas funções, porém deseja que os crentes valorizem esses líderes como sendo dádivas essenciais enviados por Deus. Ellen G. White destaca que:

       a) “O ministro do evangelho está empenhado numa obra muito solene e sagrada” (Eventos Finais, p. 184).

       b) “O ministro ocupa diante do povo, o lugar de porta-voz de Deus, e tem que representar o Senhor em pensamento, palavra e ação” (Obreiros Evangélicos, p. 20).

      c) Em Tessalônica, “a igreja havia sido devidamente organizada, e seus oficiais tinham sido designados, a fim de agirem como pastores e diáconos. Por que havia alguns rebeldes e impetuosos, que recusavam sujeitar-se aos que exerciam cargos de autoridade na igreja. Não somente se arrogavam o direito de exercer o juízo pessoal mas o de impor publicamente suas opiniões à igreja. Em vista disso, Paulo chamou a atenção dos tessalonicenses para o respeito e a consideração devidos aos que haviam sido escolhidos para ocupar cargos de autoridade na igreja” (Atos dos Apóstolos, p. 261-262). Pergunto:
  • Existem pessoas nos dias atuais que precisam dessa revelação bíblica exposta por Paulo?
  • Existem pessoas que desrespeitam os líderes instituídos por Deus e precisam ser orientados pelo texto inspirado de Paulo aos tessalonicenses?
  • Existem crentes que atacam em vez de acatarem as instruções dos ministros de Deus e precisam ser alertados sobre tal conduta incoerente aos princípios bíblicos?


I. A SÚPLICA INSPIRADA DEVE NOS INSPIRAR À PRÁTICA DAQUILO QUE DEUS ESPERA – I Tessalonicenses 5:12

O versículo 12 é uma súplica. Paulo amorosamente apela aos crentes. Não é uma ordem, é um pedido feito com a alma. Está escrito: “Agora, vos rogamos, irmãos...”. Na Bíblia de Jerusalém diz: “Nós vos rogamos, irmãos...”.
  1. O apelo carinhoso do apóstolo visa obter a atenção dos leitores para aquilo que o Espírito Santo estava lhe revelando.
  2. O apelo fervoroso do escritor inspirado almeja alcançar o coração daqueles que estavam indiferentes para com os instrumentos de Deus na igreja.
  3. O apelo insistente do mensageiro de Deus visa despertar aqueles que ignoravam os líderes espirituais responsáveis por eles perante o Deus que outorgou-lhes responsabilidades.
II. A SÚPLICA INSPIRADA CHAMA A ATENÇÃO DOS LEITORES PARA O RECONHECIMENTO DOS LÍDERES ESPIRITUAIS – I Tessalonicenses 5:12

O versículo 12 é claro: Os crentes são instigados a honrarem “os líderes espirituais que trabalham arduamente” (A Mensagem), não para eles, mas para Deus, em favor deles. O texto não diz “ataqueis com desprezo”, mas “acateis com apreço os que trabalham entre vós e os que presidem no Senhor e vos admoestam” (ARA).

         1.    A instituição de líderes espirituais é invenção de Deus; Ele é o idealizador desse cargo para seres humanos. Alguns pontos importantes:

a) Os líderes espirituais trabalham: O trabalho deles é mais extenuante que outros trabalhos, pois além de lidar com seres humanos que possuem personalidades diversas, lida com o poder das trevas; os quais exercem um poder sobre-humano contra os instrumentos de Deus e intenta a destruição da Sua igreja (Efésios 6:12). Ser líder espiritual não é um posto elevado, não é um privilégio, é uma função necessária. Tal função extrai a energia física, mental e espiritual de quem aceitou essa responsabilidade. Eles “foram escolhidos pelo Senhor” (NTLH) e, por conseguinte, “afadigam no meio de vós” (BJ).

b) Os líderes espirituais presidem: Os que trabalham entre os crentes devem presidir sobre eles. Isso não quer dizer autoritarismo ou status. A Bíblia de Jerusalém traduz por “velam por vós no Senhor”. Já a NVI diz: “que lideram no Senhor”. Ou seja, é importante na igreja alguém que preza pelo povo assim como um pastor de ovelhas praza pelo bem do rebanho; ou que cuida e encoraja assim como um pai faz com seus filhos.

c) Os líderes espirituais admoestam: Admoestar quer dizer orientar, ensinar, aconselhar e repreender. “Paulo reconhece a fragilidade de seu rebanho e a probabilidade de que seus oficiais tenham de guiar os membros com firmeza” (Comentário Bíblico Adventista).

      2.   O respeito, valorização e obediência aos líderes espirituais é idealização de Deus. Portanto,

a) Os crentes precisam ser alertados de que os líderes espirituais foram divinamente chamados e consagrados para trabalhar para Cristo em favor deles.
b) Os crentes devem entender que Deus planejou a existência dos líderes espirituais e os comissionou para o bom funcionamento da Igreja Cristã.
c) Os crentes precisam aprender a respeitar mesmo que muitas vezes tenha que admoestar, aconselhar confrontando a vontade humana e orientar com respeito aos princípios do manual dos crentes, a Bíblia.

III. A SÚPLICA INSPIRADA VAI ALÉM DA RAZÃO POIS ATINGE O ÍNTIMO DO CORAÇÃO – I Tessalonicenses 5:13

Uma parte do versículo 13 reza: “Que os tenhais com amor em máxima consideração...”. Na Bíblia NVI, está escrito: “Tenham-nos na mais alta estima, com amor...”. Na NTLH ficou assim: “Tratem essas pessoas com maior respeito e amor” e na Bíblia de Jerusalém enfatiza: “Tende para com eles amor especial”. Isso porque o trabalho dos líderes é auxiliar na salvação e ajudar aos crentes em sua dura jornada rumo à vida eterna. Conforme a Bíblia,


  1.    Além de respeito, os líderes espirituais devem ser amados de forma especial.
  2.    Além de valorizados, os líderes espirituais devem ser alvos de elevado estima dos membros da igreja.
  3.   Além de obedecidos, os líderes espirituais devem ser tratados como instrumentos de Deus para fortalecer fracos, admoestar rebeldes, e corrigir orgulhosos.

CONCLUSÃO:

1. Quando não respeitamos os ministros de Deus estamos desconsiderando a dádiva que o dono da igreja colocou para ajudar os membros na caminhada cristã.
2. Quando não valorizamos os ministros de Deus demonstramos que discordamos de Deus no plano de desempenho de Sua Igreja.
3. Quando não amamos e não temos em alta estima os líderes espirituais instituídos por Deus em prol dos membros da igreja, estamos fora do ideal divino e contra a mensagem explícita na Bíblia especificamente registrada em I Tessalonicenses 5:12-13. Consequentemente,

a) Tal atitude gera conflitos, tensões e divisões na igreja.
b) Tal comportamento acarreta sérios problemas na unidade da igreja.
c) Tal postura é exatamente o que Deus não almeja para Sua igreja, pois promove discórdia, desunião e desgraça na comunidade.

APELO:

1. Seja o que Deus quer, independente da função que você exerce na igreja.
2. Seja o que Deus planejou para Sua igreja a fim de que haja união e paz entre membros e líderes espirituais.
3. Seja o que Deus espera de você pelo poder do Espírito Santo, até chegar à presença do divino Pastor Jesus Cristo.

Pr. Heber Toth Armí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana