quinta-feira, 11 de abril de 2019

A MAIS SUBLIME DAS CANÇÕES DE AMOR


INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Cantares de Salomão 1:1

1. As músicas românticas são muito apreciadas, pois elas elevam as letras mais sublimes e revelam o sentimento mais nobre, que é o amor.
2. As músicas elevam a alma e enternecem o coração; porém, além disso, elas revelam mensagens poderosas. Conquanto,

a) Qual é a melhor música que já foi composta?
b) Qual é a música mais inspiradora entre as músicas românticas?

3. Salomão, o homem mais sábio do mundo, escreveu um livro contendo uma música, que é conhecido como Cântico dos cânticos.

I. CONHECER O COMPOSITOR DE UMA CANÇÃO AUXILIA NA COMPREENSÃO DA LETRA DE SUA MÚSICA – Cantares de Salomão 1:1

1. Salomão compôs 1.005 músicas. Como o mais sábio do mundo, Salomão também herdou o dom da composição. O hinário de sua autoria tinha mais de mil músicas (I Reis 4:32).

2. Salomão foi um jovem apaixonado. O primeiro amor da vida de Salomão foi puro, nobre e sublime. Ele dedicou um livro para escrever sobre seus sinceros sentimentos por sua esposa.

3. Salomão foi mais inspirado que qualquer poeta ou músico. Além da inspiração para conseguir a composição, Salomão foi miraculosamente inspirado pelo Espírito Santo, ultrapassando assim qualquer tipo de inspiração humana. O versículo 1 trata: 

a) Da natureza do livro: Uma canção de amor, uma música romântica inspirada por Deus.
b) Do autor do livro: Salomão foi o terceiro rei de Israel, que recebeu sabedoria divina e inspiração do Espírito Santo (I Reis 4:29-31).
c) Da excelência do livro: Uma canção que supera a todas as canções escritas.

II. CONHECER A IMPORTÂNCIA BÍBLICA CONCEDIDA AO AMOR REVELA O QUANTO DEUS VALORIZA ESSE DOM – Cantares de Salomão 1:1

1. A música escrita nesse livro recebe vários títulos: 

a) “Cântico dos cânticos”, título extraído do primeiro verso do livro.
b) “Cantares de Salomão”, por ser um livro totalmente de canções de Salomão.
c) “Cânticos”, apenas para indicar a natureza desse livro bíblico.

2. A música escrita por Salomão em um livro possui introdução, a qual nos oferece importantes informações:

a) A repetição de uma palavra na literatura hebraica, por exemplo, “Cântico dos cânticos”, revela superioridade e supremacia; é uma tradução literal do hebraico que poderia ser traduzido por “Cântico por excelência”, ou “A mais bela das canções”.
b) A repetição “Cântico dos cânticos” indica que, a canção é superior a todas as músicas, sejam seculares ou religiosas.
c) A repetição na frase “cântico dos cânticos de Salomão” aponta para a mais sublime, nobre e importante das 1.005 músicas de composição do homem mais sábio do mundo.

3. A música, que é um poema lírico, é uma canção romântica, um inspirado hino de amor com aplicações a qualquer casal que anseia amar de verdade.

a) O amor é o mais importante dos dons dados por Deus aos seres humanos (I Coríntios 13:1-3, 13).
b) O amor romântico é o mais elevado que o dom do amor pode alcançar, e Deus o valoriza muito.
c) O amor romântico entre marido e mulher é o mais elevado dos elevados relacionamentos humanos, a tal ponto de um livro inteiro na Bíblia ser dedicado a ele.

III. CONHECER O EFEITO DO VERDADEIRO E PURO AMOR NOS ELEVA ACIMA DAS MAIS ALTAS NOTAS MUSICAIS – Cantares de Salomão 1:1

1. Viver o amor é a maior das experiências nos relacionamentos humanos. Em vez de ser algo profano, impróprio e imoral, o romantismo dentro do casamento é o auge do plano de Deus para os relacionamentos humanos.

a) Toda pessoa que ama é romântica, e para tentar expressar seus nobres sentimentos recorrerá à poesia ou à musica, ou a ambos.
b) Toda pessoa que ama profundamente será elevada pelas mais profusas experiências da vida romântica e espiritual.

2. Viver o amor faz o coração encontrar seu caminho, realização e satisfação. O sentido da vida está além do trabalho, dos títulos acadêmicos e dos troféus adquiridos no mundo dos esportes; está na experiência provida pelo amor puro e verdadeiro.

3. Viver o amor em sua forma mais elevada entre marido e mulher significa aproximar-se do Criador, que é amor em Sua essência (I João 4:8). Os dois, homem e mulher, tornarem-se uma só carne no casamento (Gênesis 2:24) significa obter uma experiência divina, que consiste em refletir o caráter dAquele que é um só Deus (Deuteronômio 6:4)  e, ao mesmo tempo, três seres (Mateus 28:19; João 14:25-26). 

APELO:

1. Prepare-se para promover a quem você ama a mais extasiante experiência da vida.
2. Experimente o verdadeiro amor com teu cônjuge em sua forma mais nobre: Aproximando-se de Deus, que é amor.
3. Influencie com exemplo, música ou escrita a outras pessoas a viverem o verdadeiro amor, assim como fez Salomão ao escrever Cântico dos cânticos.

Pr. Heber Toth Armí

quinta-feira, 28 de março de 2019

DIRETRIZES PARA LOUVAR AO SENHOR


INTRODUÇÃO: Texto Bíblico principal: Salmo 92:1-4

1. O louvor é uma expressão de reconhecimento, gratidão e satisfação pelas bênçãos recebidas do soberano Criador.
2. O louvor é expressão em forma de poesia misturada com melodia para oferecer ao Senhor que graciosamente olha por nós todos os dias.
3. O louvor surge no coração daqueles que experimentam o cuidado diário de um Deus misericordioso e amoroso.

a) O salmo 92 nos ajuda a entender melhor o que é louvor e, como louvar ao Senhor.
b) O Salmo 92 responde a algumas perguntas fundamentais a fim de que nosso louvor seja cada vez melhor:

I. CONFORME O SALMO, O QUE É BOM? – SALMO 92:1

1. Render graças ao Senhor; e,
2. Cantar louvores diretamente a Deus.

II. O QUÊ CANTAR AO SENHOR E QUANDO? – SALMO 92:2

1. Anunciar de manhã a Tua misericórdia:

a) Cada amanhecer é um presente divino para quem não merece.
b) Cada noite de sono e descanso é motivo de agradecer.
c) Cada acordar é resultado da graça de um Deus compassivo.
d) Cada novo dia deve ser uma lembrança de que, conforme Lamentações 3:22-23,

[1]. As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos.
[2]. As misericórdias do Senhor não têm fim.
[3]. As misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã.

2. Anunciar durante as noites a tua fidelidade:

a) Ao cessar nossas atividades diárias podemos e devemos celebrar a fidelidade de Deus.
b) Ao anoitecer podemos perceber que é grande a fidelidade de Deus para conosco (Lamentações 3:23).
c) Ao passar o dia com Deus e em Sua presença, teremos motivos para celebrar Sua benigna fidelidade.

III. COMO CANTAR AO SENHOR? – SALMO 92:3

1. Acompanhado com instrumentos de dez cordas, visando dar ênfase ao louvor.
2. Utilizando o saltério, visando dar expressão ao louvor.
3. Com a solenidade da harpa, visando expressar a seriedade do louvor.

IV. POR QUE CANTAR AO SENHOR COM INÚMEROS RECURSOS? – SALMO 92:4

1. Porque o Senhor alegra-nos com Seus feitos.

a) Ele é o Criador.
b) Ele é o mantenedor.
c) Ele é o Redentor.

2. Porque há satisfação em reconhecer as obras de Deus.

CONCLUSÃO:

1. O soberano do Universo é digno de nosso louvor por tudo o que Ele fez, faz e ainda fará por nós. Entendendo isso, daremos a Ele nosso louvor e renderemos graças celebrando com satisfação Suas obras.
2. O soberano do Universo é o Criador, provedor e mantenedor de Suas criaturas, e todos os Seus atos são resultados de Seu caráter misericordioso, compassivo e fiel. Compreendendo isso, renderemos graças a Ele.
3. O soberano do Universo nos alegra e nos torna satisfeitos com Seus magníficos feitos. Daí brota no coração humano a satisfação da adoração ao Senhor.

APELO:

1. Observe atentamente e verás que tens bons motivos para louvar ao Senhor.
2. Observe quão bom é render graças ao Senhor e cantar louvores ao Seu nome de manhã até a noite pelo Seu caráter magnífico.
3. Observe as obras de Deus para que teu coração se alegre com os feitos dEle, a fim de que tua alma encontre satisfação nEle.
Pr. Heber Toth Armí.

sábado, 16 de março de 2019

A MELHOR TÉCNICA DE CRESCIMENTO DE IGREJA

INTRODUÇÃO:

1. Com dois milênios de desenvolvimento histórico, atualmente a Igreja Cristã possui inúmeros recursos e teorias para trabalhar seu crescimento numérico mundial.
2. Com dois milênios de experiência, a igreja tem inúmeras estratégias e técnicas para cumprir a missão, na internet tem tantos sites quanto teorias; nas livrarias, há diversos livros; além da igreja contar com uma gama de tecnologia inexistente no passado.
3. Com dois milênios de maturidade, a igreja cristã possui várias escolas e universidades que tratam profunda e cientificamente do crescimento de igreja; contudo, convido-vos à reflexão:

a) Está a igreja hoje avançando mais do que nos dias dos apóstolos?
b) Está a igreja atualmente crescendo mais rapidamente do que nos tempos apostólicos?
c) Está a igreja fazendo mais hoje do que em seu início?

Precisamos voltar às origens para descobrir o segredo perdido com o passar do tempo.

I. SEM O ESPÍRITO SANTO, A IGREJA OPERA COMO SE FOSSE EMPRESA – Atos 1:4-5

Jesus, sabendo disso, advertiu Seus discípulos para não saírem para a missão enquanto não fossem revestidos de poder. 
  1. Consultoria, treinamento, capacitação, investimento, incentivo, recursos financeiros, comissões, planejamentos, tudo isso uma empresa utiliza para melhorar sua realidade. Sem o Espírito Santo, a igreja pode crescer assim como uma empresa, utilizando os mesmos recursos. Mas crescerá como Deus quer? 
  2. Nos dias atuais, a igreja está fazendo de tudo, só não está fazendo o que Seu dono quer que seja feito: Convocar seus membros ao arrependimento, à humilhação, à oração, à dependência do Espírito Santo para, então, sair para a ação e cumprir a missão. 
  3. A igreja nos seus primórdios, só saiu para a missão após ser revestida do poder celestial. Os discípulos ficaram juntos para acertarem as diferenças, rever suas crenças e, esperar pela capacitação do Espírito Santo. Qual a técnica utilizada? Atos 1:4, 14; 2:4

a)     Consagração enquanto espera o cumprimento da Promessa;
b)     Comunhão buscando unanimidade;
c)      Unidade na busca a Deus através da oração;
d)     Partir para a ação somente quando o Espírito Santo assumisse a direção.

II. SEM O ESPÍRITO SANTO, A IGREJA PODE TER TODA TÉCNICA POSSÍVEL, MAS NÃO TERÁ O PODER DIVINO – Atos 1:14; 2:1-4

Sabendo disso, os discípulos aguardaram 24 horas por dia, dez dias consecutivos, até receberem a promessa de poder através do Espírito Santo. 
  1. Desafios, obstáculos, problemas, limitações existem para igrejas e para empresas, os métodos de liderança podem ser úteis tanto para uma quanto para outra. Os resultados serão notórios em ambas. Contudo, teria Deus espaço para agir e o Espírito Santo para dirigir numa igreja que depende de métodos humanos? 
  2. Nos dias atuais, estamos acomodados com o ínfimo crescimento da igreja (se é que há algum crescimento real), às vezes até orgulhamo-nos porque nossa estratégia funcionou; muitos, inclusive, escrevem livros que tornam-se best-seller; porém, ao comparar com a Bíblia, muitas estratégias são incompatíveis com o método de Deus. Sendo assim, não seria o suposto crescimento uma ilusão? 
  3. A igreja nos seus primórdios tinha muito mais desafios que hoje. Se as condições eram diferentes de hoje, é porque eram piores, jamais melhores.

a) Hoje temos pessoas cultas na igreja; além das várias formações acadêmicas, temos doutores e pós-doutores em teologia; mas, a igreja primitiva contou com 11 discípulos iletrados, comuns, da periferia (Galileia).

b) Hoje temos muitos países cristianizados, onde pregar o evangelho não é apenas acessível, mas muitos estão abertos a ele; no passado, os que não eram judeus eram gentios, ou seja, pagãos. Adoravam todo tipo de deuses. Os judeus se opuseram aos cristãos. Era oposição de todos os lados. O contexto era hostil e, testemunhar de Cristo não era fácil, além de muitas vezes resultar em martírio.

c) Hoje estamos estagnados como igreja, em muitos lugares as portas do inferno estão prevalecendo e a igreja está diminuindo, embora tenhamos muito mais técnicas, recursos e estratégias que antes. O segredo é que eles só tinham o Espírito Santo, que, quando veio sobre os iletrados, tornou-os grandes em poder. Rapidamente transtornaram o mundo, e em três séculos o cristianismo tornou-se a religião oficial do Império Romano. Conseguiríamos tal proeza com todas as técnicas, recursos e estratégias que possuímos hoje?

III. SEM O ESPÍRITO SANTO, A IGREJA SERÁ GUIADA APENAS PELAS TÉCNICAS HUMANAS – Atos 1:4, 14; 2:1-6, 41

Hoje precisamos saber que não podemos sair para a missão sem estarmos revestidos do Espírito Santo e que devemos esperar até que sejamos cheios do poder celestial.
  1. Institutos de pesquisa, de missões, de crescimento de igreja, Escola de Evangelismo, e tantas outras coisas que somos capazes de inventar estão à nossa disposição até mesmo online. Nunca a igreja teve tanto quanto se tem hoje. Mas, de que adianta tudo isso sem o poder sobrenatural? 
  2. Nos dias atuais, contratamos especialistas para analisar a igreja, consultores para intentar descobrir seus problemas, coachings para dar um up em seu desenvolvimento, etc. Quando, na verdade, tudo isso pode ser uma tentativa frustrante de substituir o Espírito Santo pelos poderes humanos. Como a igreja será divinamente guiada se estamos dependo dos recursos humanos? 
  3. A igreja, em seus primórdios, não ousou fazer o que Cristo a desafiou sem antes estar revestida de poder. Esse era o segredo de tanto sucesso.
a) Oração e pregação levou a igreja a uma explosão numérica; após orarem dez dias a fio, receberem o Espírito Santo, e pregarem com ousadia, os apóstolos testemunharam a conversão de quase três mil pessoas num só dia (Atos 2:4, 14-41).
b) Oração e pregação levou a igreja a operar milagres (Atos 3:1-26), levantou oposição, apóstolos foram presos, mas logo estavam soltos testemunhando ousadamente de novo. “E tendo eles orado, tremeu o lugar onde estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e, com intrepidez, anunciavam a palavra de Deus” (Atos 4:31).
c) Oração e pregação foi o método usado pelos apóstolos, mesmo quando tudo parecia conspirar para que eles abrissem mão desse método (Atos 6:4); consequentemente, “crescia a palavra de Deus, e, em Jerusalém se multiplicava o número dos discípulos; também muitíssimos sacerdotes obedeciam à fé” (Atos 6:7).

CONCLUSÃO:

1. A igreja avança muito mais não possuindo prata ou ouro, possuída pelo Espírito Santo, do que tendo recurso material, tecnológico e financeiro, destituída do Espírito Santo.
2. A igreja avança muito mais sem as estratégias e técnicas empresariais, de marketing, mercadológicas do que com elas; reuniões e comissões só importam se for para consagrar-se a Deus em oração e buscar um reavivamento através da Palavra Sagrada, não nas palavras humanas.
3. A igreja avança sobrenaturalmente apenas se um poder sobrenatural outorgado pelo Espírito Santo tomar conta dos seus membros. Aquilo que só Deus pode fazer por nós, jamais conseguiremos sem o Seu auxílio, ainda que tenhamos todos os recursos mundiais à nossa disposição.

APELO:

1. Como igreja, arrependa-se de negligências e pecados, e então, consagre-se a Deus.
2. Como indivíduos, dependam do Espírito Santo diariamente.
3. Como crentes, avancem com fé confiando no poder sobrenatural vindo do Céu.

Pr. Heber Toth Armí.

quarta-feira, 6 de março de 2019

ESCASSEZ DE BÍBLIA É PIOR QUE ESCASSEZ DE COMIDA!


INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Amós 8:11-12

1. Quando a Palavra de Deus está disponível, temos a tendência de desprezá-la; quando está escassa, a buscamos incansavelmente devido às consequências resultantes de sua ausência.
2. Quando essa profecia foi proferida aos israelitas, a sociedade estava bem financeiramente; e, assim como nós, quando estamos bem, eles desprezaram a Palavra de Deus proferida através do profeta Amós. Então, as consequências apareceram.
3. Quando olhamos pela ótica escatológica, essa palavra profética tem uma aplicação para o mundo nos últimos dias; por isso, devemos dar atenção a este alerta!

I. UMA REALIDADE DO PASSADO: PROFECIA DE ESCASSEZ EM TEMPOS DE PROSPERIDADE – Amós 8:11
  1. Materialmente próspero não significa espiritualmente seguro. Na época de Amós o povo de Deus estava muito bem economicamente, porém, regredia espiritualmente. Embora continuasse frequentando o culto, seus pecados não estavam nem mesmo ocultos. Por isso, a ruína estava eminente, a crise estava a sua frente.
  2. Prosperidade material não equivale à prosperidade espiritual. Existem muitos pobres de dinheiro que são ricos espiritualmente, tanto quanto existem muitos ricos de dinheiro que são pobres espiritualmente. Contudo, a pobreza espiritual pode levar à pobreza material, como a profecia o indicava ao próspero Israel pela boca de Amós.
  3. Riquezas materiais não oferecem segurança diante da intervenção jurídica divina. A hipocrisia e a negligência espiritual resultam em desastre material. Por isso, é bom refletir:

a) Mesmo que a prosperidade possa ser uma realidade em nossa vida, devemos refletir se nossa espiritualidade não está em constante declínio.
b) Mesmo que materialmente estejamos prósperos, isso não significa que espiritualmente estejamos bem sucedidos.
c) Mesmo que percamos a essência da espiritualidade em meio à prosperidade material, Deus nos adverte para que nos convertamos.

II. UMA ADVERTÊNCIA NO PRESENTE: A PROFECIA VISAVA MOSTRAR COMO DEUS AGE COM OS PERVERSOS – Amós 8:11-12
  1. O alerta profético revela que Deus não permite que a imoralidade e a perversidade sufoquem a verdadeira espiritualidade e ofusquem a verdade no mundo.
  2. O alerta profético nos mostra que Deus Se importa com Seu povo mesmo quando Seu povo não está nem aí com os interesses dEle. Para isso, Sua Palavra é fundamental, a qual não volta vazia de sua função (Isaías 55:11), mesmo que seja apenas para alertar!
  3. O alerta profético é um chamado ao arrependimento a fim de evitar o sofrimento no dia do juízo:

a) O juízo divino sempre objetivou impedir a pandemia do pecado, seja no mundo pagão ou na comunidade de crentes (evidente na profecia das 7 trombetas em Apocalipse 8:2-11:19).
b) O juízo divino é o limitador da atuação do mal na vida humana, indicando que Deus está sempre no controle da história mundial (Daniel 2:20-21; Jó 42:2).
c) O juízo divino alcançará seu auge nos últimos dias, um processo complexo iniciado em 1844 (Daniel 8:13-14; Apocalipse 14:6-12), cuja conclusão se dará no final do milênio descrito em Apocalipse 20.

III. UMA PROFECIA PARA O FUTURO: UM ALERTA QUANTO À ESCASSEZ DOS ÚLTIMOS DIAS – Amós 8:12
  1. A negligência a Deus e à Sua verdade revelada fará com que Ele retire essa Palavra, porém sua falta será terrivelmente sentida (ver I Tessalonicenses 2:8-12).
  2. A indiferença e rejeição da Palavra de Deus atrairão sérias consequências (o desespero será total); a angústia será vista na correria de um lado a outro, atingindo seu grau mais elevado no clamor às rochas e montanhas para que os cubram da face dAquele a Quem ignoraram e desprezaram (ver Apocalipse 6:12-17; 16:1-21).
  3. A apatia pela Palavra de Deus será revelada como insegura frente ao juízo de Deus no futuro. Portanto,

a) Antes que chegue a crise pela falta da Palavra, invista tempo enquanto você tem oportunidade de abrigá-la no coração (Salmo 119:9-11).
b) Antes que Deus retire Sua palavra deste mundo negligente, indiferente, incrédulo e irresponsável, dedique-se intensamente a fazer diferente para fazer a diferença.
c) Antes que o caos pela ausência da revelação de Deus se instale, assegure teu suprimento espiritual para que nada de mal te atinja fatalmente.

CONCLUSÃO:

1. Nos dias do Antigo Testamento, o povo de Deus não deu ouvidos aos profetas enviados para alertar-lhes das crises que resultariam de suas negligências. Então Assíria e Babilônia fizeram estragos nos habitantes da Terra Prometida levando-os cativos, em tais circunstâncias o povo ansiava pela voz profética e ela era rara ou inexistente. Isso porque infelizmente não atentaram para o alerta profético.
2. Nos dias atuais, podemos aprender que a negligência à Palavra de Deus resulta em consequências das quais não queremos jamais experimentar. Portanto, é sábio aproveitar a oportunidade de termos a Bíblia acessível a nós para que não a procuremos quando for tarde demais.
3. No futuro, aqueles que rejeitaram a Palavra de Deus terão de lidar com a crise mundial que afetará principalmente àqueles que não quiseram se orientar pela graciosa revelação de Deus disponível a nós nas páginas da Sagrada Escritura.

APELO:

1. Não leia a Bíblia, estude-a, examine-a sistemática e profundamente!
2. Não rejeite a Bíblia, alimente-se diariamente de Sua mensagem!
3. Não despreze à Bíblia, viva constantemente segundo as orientações de suas páginas!

Pr. Heber Toth Armí

Postagens mais acessadas nesta semana