segunda-feira, 18 de abril de 2011

A PÁSCOA FOI SUBSTITUÍDA PELA CEIA DO SENHOR


O mundo cristão celebra a páscoa apenas por tradição, pois na verdade Jesus aboliu a páscoa com a instituição de outra cerimônia sagrada. Antes de Sua morte Jesus convidou Seus discípulos para comemorar a páscoa; entretanto, ali no cenáculo Ele institui a Santa Ceia no cristianismo em lugar da páscoa!
1.   A páscoa era uma comemoração do livramento da escravidão egípcia: Os filhos de Israel ficaram no Egito por 430 anos, dos quais a maior parte destes anos eles foram obrigados ao trabalho escravo. Quando Deus ouviu o clamor desesperado dos israelitas Ele providenciou Moisés para libertá-los da escravidão (Êxodo 3:7-10). Então, depois de vários acontecimentos, Deus alerta os israelitas por meio de Seu servo Moisés de que eles seriam libertos. O povo deveria estar preparado para sair do Egito e essa preparação consistia em realizar uma cerimônia nunca realizada. Pela primeira vez na história o povo de Israel celebra a páscoa do Senhor (Êxodo 12:1-28). Essa cerimônia deveria ser repetida até a morte do verdadeiro Cordeiro Pascal (João 1:29).
2.  A páscoa apontava para a vinda do Cordeiro que liberta da escravidão do pecado: Na época da morte de Jesus era o tempo da páscoa. Por isso Jesus fora ao cenáculo com Seus discípulos e ali se deu a última ceia da páscoa e a abertura da cerimônia da santa ceia. Assim a cerimônia da páscoa do Senhor foi substituída pela Ceia do Senhor. Como era época de celebrar a páscoa, Jerusalém estava repleta de gente de todos os lados. De todos os cantos os judeus saiam de seus lugares com seus familiares a fim de comemorar a cerimônia pascal em Jerusalém. E foi nesse exato momento que Jesus foi sacrificado como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Mateus 26:1-5).
3.  A páscoa teve fim para dar início à Santa Ceia: Hoje se comemora a páscoa apenas por tradição, mas não porque Jesus ratificou. Na verdade a Santa Ceia é a celebração que todo o cristão deve celebrar, pois esta sim foi deixada por Jesus em lugar da páscoa (Mateus 26:17, 26-30).  A páscoa era celebrada com pães asmos (sem fermento), carne de cordeiro e ervas amargas. A Santa Ceia deve ser celebrada com pão sem fermento – que simboliza o corpo de Cristo sem contaminação com o pecado; e com o suco da uva não fermentado – que simboliza o sangue de Cristo sem a fermentação do pecado.
Não deixe de comemorar a ceia do Senhor. Ela nos faz lembra de que Jesus é o Cordeiro que tira o pecado do mundo. O pecado nos escraviza. Jesus veio a este mundo morrer pelos nossos pecados a fim de libertar-nos da escravidão causada por eles. Permita que Jesus te liberte deste tipo de escravidão. Clame por socorro a Jesus Cristo como os israelitas clamaram no Egito.

Pr. Heber Toth Armí

4 comentários:

  1. A paz do Senhor Jesus a todos!
    Estou estudando a bíblia e concordo com esta linha de raciocínio, também entendi desta forma. Minha dúvida é:
    Qual a data correta para celebrarmos a Santa Ceia?
    Quanto a celebração da Páscoa, os judeus receberam a orientação para que fosse anual. Já para os cristãos, não há uma orientação clara a respeito.
    Tendo em vista que para nós ela representa algo que precisamos sempre ter em mente, deveríamos celebrar a Santa Ceia todos os dias, assim como os católicos?
    Já que o sacrifício de Cristo na cruz não deve ser lembrado uma vez no ano ou a cada mês?

    ResponderExcluir
  2. Não entendo que "abolir" ou 'substituir" a pascoa pela ceia seja a explicação correta para este mandamento, mas sim o cumprimento do plano de Deus para o homem. Acredito que as duas celebrações estão bem entrelaçadas. Vemos que toda aquela situação de escravidão, sangue do cordeiro nos umbrais, saída do Egito para a terra prometida, etc. foram fatos para realizações proféticas, exemplificando e se completando com a vida e ensinamentos do Senhor Jesus ("fazei isto em memória de mim").

    ResponderExcluir
  3. O SÉTIMO DIA
    (DN.4.2) Pareceu-me bem fazer conhecidos os sinais e maravilhas que Deus, o Altíssimo, tem feito para comigo,; (EF.2.7) para mostrar nos séculos vindouros a suprema riqueza da sua graça em bondade para conosco em Cristo Jesus; (1CO.15.45) pois assim está escrito:
    (GN.2.3) – E ABENÇOOU DEUS O DIA SÉTIMO, E O SANTIFICOU; PORQUE NELE DESCANSOU DE TODA A OBRA QUE, COMO CRIADOR, FIZERA: (AR.85.6)
    E o que o Senhor quer dizer com as 85 letras e 6 sinais acima é isto:
    SOU O ESPÍRITO QUE DESCEU DO CÉU, CRIANDO A SUA FÉ; E FAÇO SANTO O QUE É BATIZADO COM NOME DE ARNALDO RIBEIRO: (IL.85.6)
    (Lc.12.50 – Tenho, porém, um batismo com o qual hei de ser batizado; e quanto me angustio até que o mesmo se realize; (IS.21.16) porque assim me disse o Senhor: (1RS.18.31) Israel será o teu nome, (LS..9.6) porque ainda que algum seja consumado entre os filhos dos homens, se estiver ausente dele a tua sabedoria, será reputado como nada.(LC.4.21) Hoje se cumpriu a escritura que acabais de ouvir: (LC.6.5) O Filho do Homem é Senhor do sábado:
    E agora José? Ou melhor, Chico?...

    ResponderExcluir
  4. Devemos tomar cuidado para evitarmos confundir a mente das pessoas com nossas ideologias.A questão em pauta é a Santa Ceia do Senhor,não o sábado.

    ResponderExcluir

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana