domingo, 28 de junho de 2020

UMA BÊNÇÃO EM FORMA DE MALDIÇÃO


INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Gênesis 3:14-15

1. Essa promessa profética não é um mero tipo de tranquilizante, ela assinala o futuro quando o pecado e o diabo não mais existirão.

2. Essa promessa profética é tão oportuna nos dias atuais quanto fora relevante para nossos primeiros pais no Jardim do Éden.

3. Essa promessa profética revela que Deus sempre esteve no controle da história e já possuía um plano elaborado caso o pecado entrasse no mundo. 

I. A PRIMEIRA BÊNÇÃO DIVINA APÓS O PECADO HUMANO VEIO EM FORMA DE JUÍZO E MALDIÇÃO – Gênesis 3:14

1. Deus abençoou a humanidade amaldiçoando a serpente: A serpente, outrora mais sagaz que todos os animais (Gênesis 3:1), se torna o mais desprezível de todos os animais. Observando a serpente agora, temos evidência da entrada do pecado e da promessa de Deus à humanidade.

2. Deus abençoou aos pecadores amaldiçoando ao autor do pecado: A serpente e o ser atuante por meio dela, foram amaldiçoados; evidenciando ao casal culpado e a nós hoje que Deus intencionava salvar os pecadores.

3. Deus abençoou aos transgressores da Lei ao lançar juízo sobre Satanás: A sentença do Juiz do Universo sobre o autor principal do pecado gerou uma oportunidade de restauração do problema causado pelo pecado.

II. O PRIMEIRO ANÚNCIO DE UM SALVADOR PARA O PECADOR VEIO EM FORMA DE MALDIÇÃO – Gênesis 3:14-15

1. O primeiro a pregar o evangelho no mundo foi Deus: Deus não indagou à serpente como fizera ao casal, Ele apenas a sentenciou; nessa sentença foi apresentado o plano de um descendente da mulher (Jesus) que esmagaria a cabeça da serpente (Satanás).

2. O primeiro evangelista a falar da vinda do Salvador foi Deus: Até então, nem Adão nem Eva sabiam dos planos divinos de enviar um Libertador. Deus foi o primeiro a dar essa boa notícia numa sentença passada diretamente ao Diabo.

3. O primeiro sermão referente ao plano da salvação foi realizado por Deus destinado ao diabo, tendo a Adão e Eva por testemunhas: Deus comunicou boas novas de salvação. Ele apresentou o Libertador dos transgressores; Deus é o primeiro missionário/evangelista da história. 

III. A PRIMEIRA PROFECIA BÍBLIA QUE PROMOVEU ESPERANÇA FOI UMA SENTENÇA DE MORTE PARA SATANÁS – Gênesis 3:15

1. A profecia surge com Deus em um momento tenso no Jardim do Éden: Adão e Eva viviam sua mais terrível preocupação e seu mais extenuante desespero quando Deus proveu uma saída para a situação que eles se envolveram. Deus é um Pai por excelência!

2. A profecia que é a progenitora de todas as outras profecias foi uma sentença de morte para Satanás: Graças a essa profecia foram possíveis outras profecias. Sem essa, as outras não teriam sentido. Além disso, a razão da existência da profecia é Cristo; em outras palavras, a profecia em que o intérprete não enxergar Cristo é porque se perdeu em sua interpretação.

3. A primeira profecia é uma promessa de um remédio para o perigoso vírus do pecado: O problema endêmico do pecado tem fim garantido. Está profetizado que essa pandemia destruidora será destruída para nunca mais existir. Veja a sequência:

a) Tudo começou no Céu, com uma guerra, onde Lúcifer com a terça parte dos anjos, intentaram conquistar o trono do Deus (Isaías 14:12-15; Ezequiel 28:13-19).

b) Derrotado no Céu, Lúcifer convertido em Satanás, desceu à Terra, onde tenteou Adão e Eva no Jardim do Éden; contudo, veio Deus e lavrou a sentença de morte para a serpente (Gênesis 3:1, 14-15; Apocalipse 12:9, 12).

c) Cerca de 4000 anos depois, quando Jesus veio ao mundo nascer como ser humano, Satanás usou toda sua força para tentar destruí-lO. Desde o nascimento de Jesus até Sua morte, Satanás não deu sossego. Porém Jesus, obtendo a vitória sobre a morte, sobre o pecado e sobre as tentações, destronou a Satanás e destruiu seu poder (Hebreus 2:14; Mateus 28:18) lançando sobre a cabeça do inimigo um golpe fatal; agora é só questão de tempo para ter a cabeça totalmente esmagada (Romanos 16:20).

d) Após subir ao Céu, entrar no Santuário Celestial, permanecer no Lugar Santo até 1844 e então passar para o Lugar Santíssimo, e completar ali Sua obra, Jesus descerá à Terra pela segunda vez para buscar para Si os que aceitaram Seu sacrifício na cruz, tirando os crentes das influências do mal (I Tessalonicenses 4:13-17; João 14:1-3).

e) Com a presença dos salvos no Céu, inicia o período do milênio, no qual analisarão cada caso; paralelamente, Satanás e seus anjos ficarão confinados à Terra sem ninguém a quem tentar (os ímpios estarão mortos desde a segunda vinda por não suportarem a presença de Cristo). No final dos mil anos, acontece o juízo final, onde os ímpios ressuscitam para receber a mesma sentença de Satanás e seus anjos: Morte eterna (Mateus 25:41; Judas 6; Apocalipse 20:7-9).

f) Com isso, a profecia de Gênesis 3:15 chega ao seu fim. O mal foi plenamente derrotado (cabeça esmagada) e Cristo sai completamente vencedor (calcanhar ferido). Não mais existirá jamais a presença do mal em nenhum lugar do Universo.

CONCLUSÃO:

1. O evangelho é uma mensagem profética iniciada pelo próprio Deus, que deu Seu Filho para entrar em nossa história caótica, lutar terrivelmente com o Diabo, onde seria ferido até à morte de cruz, mas ressuscitaria; Sua vitória está ilustrada na ferida no calcanhar do descendente da mulher.
2. O evangelho é um apocalipse, em que Deus revela ao mundo as boas novas de que o problema do pecado terá fim. A pandemia do mal, que se alastrou em todo canto de nosso planeta e arruinou completamente nossa vida, terá fim.
3. O evangelho é uma bênção, nos enche de esperança, porém surgiu em um contexto de total desespero, em que Deus lidava com o casal transgressor, mas antes proclamou a maldição, a qual foi uma sentença de morte sobre Satanás, o autor do pecado. 

APELO:

1. Assimile a abrangência dessa profecia em tua vida a fim de que vivas com a esperança e a certeza de que o sofrimento, a dor e o mal não existirão para sempre.
2. Aguarde o cumprimento dessa profecia para que, ao observar a vitória de Cristo sobre o mal, você também participe dessa vitória e vivas com Ele por toda a eternidade.

Pr. Heber Toth Armí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana