quarta-feira, 25 de março de 2020

DEUS NÃO FICA DE BRAÇOS CRUZADOS OLHANDO NOSSA AFLIÇÃO


INTRODUÇÃO: Texto Bíblico Principal: Êxodo 2:23-3:3-10

1. Nossa tendência é maior para reclamar do que para orar; porém, devemos fazer nosso clamor subir até Deus nos momentos de grande aflição e angústia.

a) No texto em apreço, os filhos de Abraão estavam escravizados no Egito; a aflição sobre o povo de Deus aumentava com sua multiplicação; apesar da intervenção divina, a situação ia de mal a pior (Êxodo 1:8-17).
b) No texto em apreço, os membros do povo de Deus gemiam sob a dureza opressora da servidão e então, passaram a clamar Àquele que ouve cada oração e é misericordioso para nos atender em qualquer ocasião (Êxodo 2:23-25).
c) No texto em apreço, o Deus que se importa com a humanidade interage visando prover a solução sobrenatural que é necessária na angústia avassaladora (Êxodo: 3:1-10).

2. Nossa tendência é desperdiçar tempo que deveria ser dedicado a Deus, contudo, temos que ter em mente que neste mundo de aflição, ter tempo para Deus é a melhor forma de investir o tempo. Curiosidades:

a) O texto em análise apresenta a primeira referência ativa de Deus na história de Israel.
b) O texto em análise apresenta o primeiro registro do profundo clamor desesperador de Israel ao Senhor.
c) O texto em análise apresenta pela primeira vez que uma região de terra é santa. 

3. Nossa tendência é para as coisas insignificantes, quando na verdade a busca pela intimidade com Deus é a coisa mais relevante a fazer. Por qual razão? Por Quem Deus é e, pelo que Ele faz por nós! Veja estas frases:

a) “O seu clamor subiu até Deus. Ouviu Deus o lamento...” (2:23-24).
b) Deus “lembrou-Se da aliança que fizera...” (2:24).
c) “Deus olhou para os israelitas...” (2:25).
d) Deus “viu qual era a situação...” (2:25).
e) “O Anjo do Senhor lhe apareceu” (3:2).
f) “O Senhor viu que ele se aproximara para observar...” (3:4).
g) “do meio da sarça Deus o chamou: Moisés, Moisés...” (3:4).
h) “Então disse Deus: Não se aproxime...” (3:5).
i) “Tenho visto a opressão sobre o meu povo no Egito” (3;7).
j) “Tenho escutado seu clamor” (3:7).
k) “Sei o quanto eles estão sofrendo” (3:7).
l) “Por isso desci para livrá-los...” (3:8).
m) Desci “para tirá-los daqui para uma terra boa e vasta...” (3:8).
n) “o clamor dos israelitas chegou a mim, e tenho visto como os egípcios os oprimem” (3:9).

I. EM VEZ DE RECLAMAR, O POVO DE DEUS DEVE CLAMAR POR INTERVENÇÃO – Êxodo 2:23-25

1. Ninguém nasce sabendo o caminho certo da vida, mas todos podem aprender na Bíblia que há um Deus que nos ensina a fazer o que por nós mesmos nunca aprenderíamos.
2. Ninguém precisa frequentar a escola para aprender a reclamar, mas precisamos estudar a Bíblia, da influência do Espírito Santo e, muitas vezes, até de situações aflitivas e angustiantes para aprendermos a clamar.
3. Ninguém precisa ler métodos de reclamação ou passos para aprender a reclamar – é natural; mas, para clamar a Deus, precisamos renunciar nossa tendência de reclamar e transformá-la num clamor fervoroso ao Senhor.

a) Deus ouve o clamor de Seu povo: De Deus o texto diz: “ouvindo”, “lembrou”.
b) Deus presta atenção no clamor de Seu povo: De Deus o texto diz: “viu”.
c) Deus age em resposta ao clamor de Seu povo: De Deus o texto diz: “atentou”.

II. EM VEZ DE NOS IGNORAR, DEUS OUVE COM ATENÇÃO O CLAMOR DE SEU POVO – Êxodo 3:1-7

1. Tem situações na vida que político, médico nem filósofo consegue resolver, daí lembramos de recorrer a Deus; o qual, mesmo sendo muitas vezes ignorado por nós, não nos ignora quando clamamos a Ele.
2. Tem situações na vida que se Deus não agir no caos, o desespero toma conta de todos os habitantes do planeta.
3. Tem situações que Deus sabe o que precisa fazer, mas está esperando o nosso clamor:

a) Primeiro, porque Ele gosta que reconheçamos que precisamos dEle.
b) Segundo, Ele quer ouvir nossa voz assim como um pai quer ouvir o balbuciar de seu filhinho.
c) Terceiro, Ele tem prazer em nos atender a fim de que percebamos o milagre que nos fará.

III. EM VEZ DE NOS DESPREZAR, DEUS PREZA POR AGIR EM NOSSO FAVOR – Êxodo 3:7-10

1. Deus não se sente incomodado em ter que atender a Seus filhos.
2. Deus não se ressente em ter de intervir na situação difícil que Seus filhos se encontram nesse mundo.
3. Deus não Se entristece por ter que agir para libertar Seu povo das aflições instituídas pelo Inimigo; pelo contrário, Ele Se alegra em nos ouvir e tem prazer em nos atender.

a) Precisamos saber que Deus espera por nós quando coisas difíceis e opressão nos assaltam.
b) Precisamos confiar que Deus é como um Pai disposto a nos ajudar em nossas dificuldades e angústias.
c) Precisamos ter fé de que ao clamarmos a Deus seremos miraculosamente atendidos – independentemente da situação!

CONCLUSÃO: 

1. Deus é a única esperança para o desespero humano: “Quando há demora, não se trata de desinteresse de Deus, pois Ele ouve nossos gemidos, vê nossas lutas, sente nossas tristezas e lembra-se de Sua aliança” (W. W. Wiersbe)

2. Deus é a única certeza para um mundo incerto: “O fato de Deus ouvir significa que Ele agirá. O fato de Deus se lembrar acentua a fidelidade divina, visto que o ato de lembrar não ocorre necessariamente depois de um longo período de esquecimento. Antes de o sofrimento ocorrer, Deus sabia quanto tempo ele duraria (v. Gn 15.13-16), de sorte que parece improvável Deus ter ficado de braços cruzados, sem consciência do que o povo sentia” (Paul R. House).

3. Deus é a única segurança para um mundo econômica e socialmente instável: O Deus do êxodo “cumpre o que prometeu, pois jamais quebrará Sua aliança com Seu povo. Quando chega a hora certa, Deus põe-se imediatamente a trabalhar” (W. W. Wiersbe).

a) Deus cumpriu a promessa de ter enviado o Messias para abençoar todas as famílias da terra.
b) Jesus cumprirá a promessa feita de que virá segunda vez para tirar os salvos da escravidão deste mundo em estado de decomposição.
c) Jesus em breve virá como nosso libertador, assim como Moisés foi enviado por Deus para libertar Israel do Egito. Essa é nossa esperança.

APELO:

1. Em situações difíceis, não te acanhes, clame a Deus.
2. Em ocasiões desesperadoras, não te feches, abra teu coração a Deus.
3. Em momentos de angústia, eleve orações fervorosas ao Deus que Se inclina para nos atender.
Pr. Heber Toth Armí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana