segunda-feira, 23 de junho de 2014

CRISTÃOS SIMPLES PODEM FAZER GRANDIOSAS OBRAS


INTRODUÇÃO – Texto bíblico principal: Atos 9:10-20

1. Saulo foi o judeu que mais odiou e destruiu cristãos no início da história da igreja, até que caiu do cavalo na frente do principal líder do cristianismo: Jesus.
2. Ananias foi um homem comum, um leigo, sem cargo eclesiástico, preparado por Deus a fim de encontrar-se com o maior e mais poderoso assassino de cristãos, logo após sua conversão: Saulo.
3. Ananias em seu encontro com Saulo – após ambos serem preparados por Deus – oferece preciosíssimas lições à vida atual dos cristãos.

I.  DEUS INTERFERE NA TRAJETÓRIA DE NÃO-CRISTÃOS A FIM DE PREPARÁ-LOS PARA A CONVERSÃO – Atos 9:1-9, 13-14

1. Deus precisa interferir, às vezes abruptamente, na vida de pessoas fanáticas, zelosas de suas ideias erradas, a fim de que não haja estrago total em Sua querida igreja.
2. Deus nunca ignorou dar oportunidades a líderes espirituais, opositores maldosos e assassinos de Seu povo, por isso Cristo encontrou-se com Saulo quando ia a Damasco estraçalhar a igreja cristã.
3. Deus anseia tanto a salvação dos perdidos que enviou Cristo a morrer por eles, o qual apareceu a Saulo a fim de convertê-lo em excelente cristão. Assim, conversão é: Inimigos de Cristo transformar-se em amigos de Cristo.

II. DEUS AGE NA VIDA DOS CRISTÃOS A FIM DE PREPARÁ-LOS PARA A EVANGELIZAÇÃO – Atos 9:10-16

1. Antes que cristãos cumpram qualquer missão divina é preciso que o Soberano Deus trabalhe neles; Deus trabalha nos cristãos antes de trabalhar com os cristãos. O Senhor prepara Ananias para encontrar-se com Saulo na casa de Judas.
2. Antes de Deus enviar cristãos para auxiliar na evangelização, Ele acalma o coração apreensivo, revelando que o caminho já está preparado. Deus deu garantia de que Saulo trocou a perseguição pela oração e, indicou-lhe a sua localização.
3. Antes de Deus enviar à igreja à missão, Ele precisa reavivá-la e orientá-la a fim de obter o resultado traçado no Céu. A plenitude da conversão de Saulo aconteceu no encontro com Ananias: Deus preparava a ambos simultaneamente para esse momento (vs. 11-12).

III. CRISTÃOS PREPARADOS POR DEUS PREPARAM NOVOS CONVERSOS PARA SE ENGAJAR NA MISSÃO – Atos 9:19-20

1. O cristão atua tanto auxiliando fisicamente quanto espiritualmente aos recém-conversos; Ananias agiu pelo poder de Deus, libertando da cegueira física e da espiritual àquele que fora perseguidor e acabara de tornar-se o mais novo seguidor de Cristo.
2. O cristão, independente de sua posição, é instrumento nas mãos de Cristo para conduzir outros a unir-se à igreja e Sua missão; no poder do Espírito Santo e com a imposição das mãos, após restaurar Saulo física e espiritualmente, Ananias o comissiona como missionário com o dom do Espírito Santo, no seu batismo.
3. O cristão, por mais simples que seja, pode fazer o mais belo trabalho para o Mestre auxiliando novos conversos a se engajarem na proclamação do Evangelho. Entretanto, só pode fazê-lo o cristão preparado por Deus.

CONCLUSÃO:

1. Precisamos aprender que temos de depender de Deus para saber lidar com pecadores que tiveram um encontro com Cristo no contexto em que eles estavam, por pior e mais terrível que seja. Deus pode mudar qualquer história!
2. Precisamos aprender que o cristão é instrumento de Deus e só precisa estar disponível, independente de cargos, status, posição, etc. para, então, fazer coisas que tiram aplausos do Céu.
3. Precisamos aprender a deixar Deus nos preparar, tenhamos sido indiferentes, negligentes ou oponentes a Sua obra. Deus quer usar tanto Saulos quanto Ananias modernos. Ananias abriu as portas da igreja para Saulo e Saulo abriu as portas da igreja para o mundo.

APELO:

1. Deixe Deus agir na história de Sua igreja por Seu intermédio; diga como Ananias: “Eis-me aqui, Senhor!”
2. Deixe Deus te guiar para que cooperes mais e mais com a grande missão de evangelizar.
3. Deixe Deus conduzir tua vida independente dos cargos, posições e status que tenhas e farás grandes coisas para Ele.

Pr. Heber Toth Armí

quarta-feira, 11 de junho de 2014

PURIFICADOS E PROTEGIDOS OU CONDENADOS PELA BÍBLIA


INTRODUÇÃO: Texto bíblico: Provérbios 30:5-6

1. A Palavra de Deus é a Bíblia, pura, perfeita, sagrada e santa.
2. A Palavra de Deus neste mundo impuro e corrupto é como pérola jogada aos porcos.
3. A Palavra de Deus absorvida pelo ser humano impuro o torna puro e o livra do juízo final.

I. A PALAVRA DE DEUS É PURA PARA UM MUNDO IMPURO – Provérbios 30:5

Agur encontrou nas páginas sagradas as puras Palavras de Deus, e viu nelas o que não viu em nenhum outro lugar, sendo ele um exímio observador e leitor. Neste mundo poluído moral e fisicamente ele viu nas reveladas Palavras divinas uma fonte de pureza total.
1. A sociedade seria purificada caso aplicasse a pura Palavra de Deus a sua vida imunda.
2. A humanidade seria transformada caso a Palavra de Deus fosse mais apreciada e aplicada na vida diária.
3. A pecaminosidade, corrupção e imoralidade diminuiriam se a maioria das pessoas deixasse ser reavivada, orientada e purificada pela pura Palavra de Deus.

II. A PALAVRA DE DEUS PROTEGE ÀQUELES QUE CONFIAM EM DEUS – Provérbios 30:5-6

Agur experimentou por si mesmo que as puras Palavras de Deus reveladas ao homem nas Sagradas Escrituras oferecem proteção e segurança contra a contaminação e corrupção deste mundo impuro e desta sociedade perversa.
1. A Palavra de Deus é a bússola que aponta o caminho seguro e o rumo da felicidade plena a todo aquele que confia em Deus.
2. A Palavra de Deus é um escudo contra os ataques aterrorizantes da vida neste mundo, sejam heresias, doutrinas espúrias, atalhos perigosos, prazeres ilegítimos, filosofias demoníacas, etc.
3. A Palavra de Deus também protege da condenação que será decretada aos que ignoraram a verdade pura da Palavra de Deus, por causa da falsidade com aparência de verdade traçada pelo gosto pervertido e pela razão corrompida dos pecadores deturpados.

III. A PALAVRA DE DEUS É O PADRÃO DO JULGAMENTO DIVINO – Provérbios 30:6

Agur compreendeu quão imundo é o mundo ao comparar com o padrão moral estabelecido por Deus em Sua Palavra; e, percebendo, então, a situação social previu o que será daquele que desprezar ao ato da infinita graça divina de enviar um livro inspirado e puro para este mundo impuro.
1. Deus revelou Sua Palavra pura porque neste mundo impuro tudo é tão impuro que a mais intelectual mente humana pode desvirtuar a pureza.
2. Deus mostrou que Sua Palavra deve ser preservada pura, em nossas pregações, explicações e comentários que fazemos dela ou sobre ela.
3. Deus zela tanto por Sua Palavra que aquele que a usar incorretamente será repreendido no dia do juízo e achado mentiroso.

CONCLUSÃO:

1. A Bíblia é o puro alimento espiritual nutritivo que saciará nossa alma e purificará nossa mente e nosso coração da poluição moral deste mundo.
a) A Bíblia purifica pensamentos impuros;
b) A Bíblia purifica sentimentos negativos;
c) A Bíblia purifica intenções corruptas;
2. A Bíblia é o escudo que protegerá nossa vida do poder do mal, das armadilhas do diabo, das falsas teorias, dos atalhos com placas para a vida mas que conduzem à morte e, nos livrará da condenação oriunda do justo tribunal celestial.
3. A Bíblia é o padrão de verdade pelo qual devemos observar todo o resto; qualquer coisa contrária a tal revelação divina deve ser classificada como imunda, corrupta e imoral; portanto, deve ser desprezível.

APELO:

1. Dedique-se a purificar a tua vida absorvendo no íntimo cada uma das puras Palavras de Deus.
2. Decida-se a zelar destemidamente pela pureza da pura Palavra de Deus e serás protegido e guardado por Ele.
3. Determine a proclamar a pura Palavra de Deus a fim de apontar o caminho da pureza, felicidade e salvação àqueles que estão destinados ao juízo final a fim de que se arrependam e vivam.

Pr. Heber Torh Armí

terça-feira, 10 de junho de 2014

QUANDO CRITICAR É CERTO? NUNCA!


INTRODUÇÃO: Texto bíblico: Números 12:1-16
1. Somente quem teve uma audiência com o Soberano Deus do Universo aprenderá que criticar aos outros é viver na pura loucura do pecado.
2. Faça o que fizer, por melhor e mais humilde que fores, de um jeito ou de outro serás criticado; então é melhor que seja por fazer a vontade de Deus, em fim, o que é certo custe o que custar.
3. Interceda intensa e sinceramente pelos que estão perdidos na crítica, iludidos, pensando ser melhores que o criticado; talvez assim Deus os livre e os cure deste terrível mal.

I. CRITICAR É PURA LOUCURA DO PECADO PORQUE PROMOVE DISCÓRDIA ENTRE IRMÃOS ATRAINDO SOBRE SI A IRA DE DEUS – Números 12:1-2

Arão e Moisés parecem criticar à mulher de Moisés, mas a rebelião usando a crítica para atacar tem sua base verdadeira no ciúmes que ambos tinham de Moisés e queriam ser mais do que eram em suas funções de liderança.
1. O crítico sobe o topo do ego e do orgulho à procura daqueles que estão no vale da humildade com o objetivo de parecer melhor do que todos.
2. O crítico escala o monte da vaidade para não ver sua pecaminosidade e então atacar aos que contrastam com sua vida.
3. O crítico com suas habilidades de acusar, condenar e desprezar ascende o fogo dos conflitos sem saber que estão se opondo a Deus.

II. CRITICAR É ATITUDE DAQUELES QUE PENSAM QUE ESTÃO CERTOS QUANDO, NA VERDADE, ESTÃO ERRADOS DIANTE DE QUEM ESTÁ CERTO – Números 12:3-9

A esposa de Moisés não havia feito nada de errado, muito menos Moisés, mas dois líderes espirituais atacaram ao casal ministerial com suas críticas. Comentando sobre esse episódio, Ellen G. White escreveu: “Não deve ser considerado coisa banal falar mal de outros, ou fazer-nos juízes de seus intuitos ou ações”.
1. O crítico pensa ter uma visão mais ampla e mais aguçada quando na verdade sua visão é mais estreita e limitada.
2. O crítico, com visão limitada, não enxerga o que deveria enxergar (seu pecado) e enxerga o que não existe (erro onde está certo).
3. O crítico distorce a realidade, denigre a imagem das pessoas e deturpa o padrão moral a fim de chamar a atenção para si, até Deus revelar o tumor canceroso visível apenas no pus das críticas.

III. CRITICAR É TÃO TERRÍVEL QUE, A FIM DE DEUS CONCERTAR O ESTRAGO, ALGUÉM PRECISA INTERCEDER – Números 12:10-16

Moisés intercedeu pela irmã que o havia criticado. O teólogo Paul R. House diz que Deus “atinge Miriã com lepra, curando-a somente quando Moisés intercede por ela”.
1. O crítico pensa que suas atitudes atingem somente àquele que é seu alvo, sem perceber que está apontando o gatilho a si mesmo quando critica a outros.
2. O crítico crê que sabe mais que todos; entretanto, o que deveria saber, ignora: que suas críticas chegam aos ouvidos do Deus que condena a crítica.
3. O crítico precisa de um intercessor que ore a fim de que Deus o perdoe para não vir a perder-se juntamente com aquele que critica e acusa a todo o mundo: O diabo!

CONCLUSÃO:

1. Disse Jacques Philippe: “Observei muitas vezes que as pessoas mais críticas são aquelas que têm em si um grande vazio espiritual. Chego a perguntar-me se determinadas pessoas (à semelhança de ideologias como o marxismo) não sentem necessidade de fabricar inimigos para poderem existir, precisamente por ser enorme o seu vazio interior”.
2. Disse Harold Medina: “Criticar os outros é algo muito perigoso; nem tanto pelos erros que você pode cometer ao criticar, mas pelo fato de você estar revelando algumas verdades a seu respeito”.
3. Disse Madre Tereza de Calcutá: “As críticas não são outra coisa que orgulho dissimulado. Uma alma sincera consigo mesma nunca se rebaixará à crítica. A crítica é o câncer do coração”.
4. Disse Duque de Lévis: “A crítica é o imposto que a inveja cobra do mérito”.
5. Disse Vinicius de Moraes: “Críticos são sujeitos que têm mau hálito no pensamento”.
6. Disse Sofocleto: “O crítico é um fracassado que nos quer ensinar como se triunfa”.
7. Disse Máximo Gorky: “Os críticos são como os insetos, que impedem os cavalos de cultivar a terra”.
8. Disse Alejandro Bullón: “Tem muita gente que entra na igreja para criticar e agredir, no fundo são pessoas que precisam de Jesus”.
9. Disse George R. Knight: “Provavelmente não haja nada tão destrutivo como um espírito de crítica. Contudo, é interessante notar que muitos dos que são chamados cristãos estão cheios de um espírito de crítica ao seu pastor, sua igreja e àqueles que não concordam com eles”.
10. Disse Ellen G. White: “O Senhor nunca abençoa aquele que critica e acusa seus irmãos, pois esta é a obra de Satanás”.

APELO:

1.    Perca de vez a tua habilidade de criticar as pessoas.
2.   Peça perdão a Deus por todas as críticas que você já fez.
3.   Pare de criticar a quem quer que seja e aceite a Jesus no teu coração.

Pr. Heber Toth Armí

Postagens mais acessadas nesta semana