quarta-feira, 26 de junho de 2013

FUJA URGENTEMENTE DA SOLIDÃO!


INTRODUÇÃO: Texto bíblico: Eclesiastes 4:7-12
1. A vida neste mundo é marcada por adversidades e decepções, a realidade é que poucas coisas proporcionam satisfação mais real e duradoura do que a verdadeira amizade.
2. A vida e a Bíblia revelam que um amigo é um conforto na necessidade e uma ajuda nas dificuldades.
3. A vida na igreja em comunidade é um excelente local para desenvolver laços de amizades que nos fortalecem na caminhada cristã sobrecarregada de adversidades impostas pelo maligno.

I. A SOLIDÃO TRAZ INSATISFAÇÃO – Eclesiastes 4:7-8
1. Quem vive sozinho, distante de tudo e de todos tende a fracassar com mais facilidade, vivendo a decepção da infelicidade.
2. Quem vive uma vida solitária, sem pensar na família e nos outros, tende a trabalhar incansavelmente a fim de satisfazer apenas suas ambições, sem obter satisfação.
3. Quem vive o egoísmo, pensando apenas em si, cedo ou tarde perceberá que perdeu da vida as maiores alegrias e as melhores bênçãos.
4. Quem vive solitário, num casulo, fugindo de relacionamentos, irá se apegar à coisas que o deixará ocioso ou avarento, mesquinho ou ganancioso, mendigo ou rejeitado.

II. A AMIZADE TRAZ FRATERNIDADE – Eclesiastes 4:9-12
1. É melhor serem dois do que um porque juntos duas pessoas tem melhor paga de seu trabalho (v. 9).
2. É melhor serem dois do que um porque quando um cai o outro está do lado para ajudar a levantar (v. 10).
3. É melhor serem dois do que um porque nos invernos da vida há alguém para aquecer fisicamente e emocionalmente (v. 11).
4. É melhor serem dois do que um porque diante das dificuldades e adversidades da vida os dois juntos se tornam mais fortes (v. 12).

III.  A UNIÃO TRAZ COMUNHÃO – Eclesiastes 4:10-12
1. Há maior prazer na comunhão do que na solidão, os recursos são melhores aproveitados.
2. Há possibilidade de ir mais longe na jornada da vida, sozinho não há motivação para prosseguir diante das adversidades.
3. Há na união maior conforto diante das crises da vida, na solidão existe uma sensação de abandono, de ser solitário e sem valor.
4. Há força maior na união do que na solidão, a vitória é mais acessível quando há união que gera comunhão do que esforçar-se sozinho.
a) A unidade no relacionamento tem como objetivo um levantar o outro, honrar, estimar e fortalecer ao outro; não é segurar a cabeça do companheiro debaixo d’água até que ele grite: “Desisto! Você venceu”!
b) A unidade sempre foi o sonho de Jesus para Sua igreja porque Ele sabe que a união entre os irmãos e com Ele (a terceira dobra), Sua igreja se torna invencível, nem as portas do inferno prevalecem contra ela.
c)  A unidade na igreja foi ilustrada por Paulo como um corpo, cada um tem funções (ministérios) diferentes, entretanto todos tem o mesmo objetivo: conquistar pessoas para Jesus na caminhada rumo ao Céu.
d) A unidade da igreja é o sonho que todo cristão precisa não só acalentar no coração, mas buscar recursos do Céu para que a comunhão seja real na vida da igreja.

CONCLUSÃO:
1. Uma pessoa sem Cristo viverá focada no trabalho, ou no dinheiro, ou em bens materiais ou em nada, mas quando Cristo é o foco a prioridade será pessoas: família, igreja e os perdidos!
2. Uma vida centrada em Cristo será mais centrada nos outros porque Jesus deu a vida por todas as pessoas.
3. Uma vida centrada em Cristo não será egocêntrica, mas será cristocêntrica; o serviço ao próximo caracteriza quem serve a Cristo.

APELO:
1. Não viva uma vida solitária, mas uma vida solidária!
2. Não abandone a igreja se ela não estiver vivendo em união, promova nela a comunhão!
3. Não tente viver sozinho o cristianismo, pois é muito melhor compartilhar a vida com outros cristãos!

Pr. Heber Toth Armí

Um comentário:

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana