terça-feira, 24 de dezembro de 2013

LIVROS LIDOS, SUBLINHADOS E ESTUDADOS EM 2013


1.        Projeto Sunligth – Uma história que você jamais esquecerá, por June Strong. 124 páginas.
2.       Piedade e paixão – A vida do ministro é a vida de seu ministério, por Hernandes Dias Lopes. 80 páginas.
3.       Ânimo – O antídoto bíblico para o tédio e a mediocridade. Eugene H. Peterson. 181 páginas.
4.       O Último Império – A Nova Ordem Mundial e a contrafação do reino de Deus, Vanderlei Dorneles. 183 páginas.
5.       Em Busca de Identidade – O desenvolvimento das doutrinas adventistas do sétimo dia, por George R. Knight. 220 páginas.
6.       Reavivamento Prometido – Como receber a plenitude do Espírito Santo, por Mark Finley. 96 páginas.
7.       Avivamento e Renovação – Em busca do poder transformador de Deus, por Russell Shedd. 122 páginas.
8.      Fé e Obras – Como encontrar o equilíbrio, por Ellen G. White. 96 páginas.
9.       Vencer o Adversário – A armadura de Deus na oração, por Mark I. Bubek. 184 páginas.
10.  O Brilho da Vida – Experimente o poder de Deus em seu dia a dia, por Marcos De Benedicto. 184 páginas.
11.    Jesus Extremo – Paradoxos que dão vida, por Marcos Blanco. 73 páginas.
12.   DIDAJÉ – Revista Bíblico-teológica, vol. 1, núm. 1 (2012) Edição digital.pdf., por vários autores. 164 páginas.
13.   A mortificação do Pecado, Um clássico do século XVII, introdução de J. I. Packer; por John Owen. 215 páginas. 
14.   Armagedom, O verdadeiro cenário da guerra final, por Hans K. LaRondelle. 158 páginas.
15.   10 Mentiras sobre Deus – Será que você já foi enganado? Por Erwin Lutzer. 231 páginas. 
16.   Ninguém Será Deixado Para Trás – O que a Bíblia realmente diz sobre o arrebatamento e o fim do mundo. Por Dwight Nelson. 124 páginas.
17.   El Verdadero Reavivamiento – La mayor necesidad de la iglesia. Por Elena G. White. 95 páginas.
18.  Preparando-se Para o Casamento – Auxílio para casais cristãos. Por John Piper. E-book, 80 páginas.
19.   O Verdadeiro Evangelho, Paul Washer, editado por Yago Martins. E-book, 122 páginas.
20. Convite à Loucura, por Brennan Menning. 154 páginas. 
21.   Disciplina na Igreja – Um manual de disciplina na igreja de hoje. Por Jim Elliff & Daryl Wingerd. 27 páginas.
22.  Vida e Obra de Guilherme Stein Jr. – Raízes da Igreja Adventista do Sétimo Dia no Brasil, por Ruy Carlos de Camargo Vieira. 224 páginas.
23.  O Fim do Começo – A história de um compromisso levado às últimas consequências, por Carolina Costa Cavalcanti.  173 páginas.
24.  O Retorno da Glória – O que acontece quando o povo de Deus ora pelo reavivamento, por Randy Maxwell. 160 páginas.
25.  Seu Amigo – O Espírito Santo, por Morris L. Venden. 128 páginas.
26.  Graça Ilimitada – Descobrindo uma amizade perene com Deus, por Dwight K. Nelson. 112 páginas.
27.  Adoração – Prioridade, princípios e prática, por John Charles Ryle. 45 páginas.  
28. Profecias Surpreendentes – Predições dramáticas de Ellen G. White sobre eventos mundiais, por Herbert E. Douglas. 188 páginas.
29.  Caminho a Cristo – em linguagem atualizada, por Ellen G. White. 126 paginas.
30. Os Adventistas da Reforma, por Helmut. H. Kramer. 172 páginas.
31.   A Mensagem da Liderança – 31 verdades reveladoras extraídas de provérbios, por Daniel Southern; texto de A Mensagem de Eugene Peterson. 150 páginas.
32.  Secretos del Apocalipsis – El Apocalipsis visto por los ojos hebreos, por Jacques B. Doukhan. 224 páginas.
33.  A Igreja Remanescente – Uma compilação dos escritos de Ellen G. White. 81 páginas.
34.  Uma Igreja Positiva em um Mundo Negativo – Como desenvolver e aperfeiçoar a liderança em cada experiência de sua igreja, por Jonas Arrais. 112 páginas.
35.  O Caminho de Jesus e os Atalhos da Igreja, por Eugene Peterson. 313 páginas.
36.  Quando Pecadores Dizem “Sim”, por Dave Harvey. 176 páginas.
37.  El Dios de Jesús, por Dr. Rafael Aguirre Monasterio. 54 páginas.
38. Relacionamento Familiar, por Dr. Augusto César Maia Santos. 144 páginas.
Pr. Heber Toth Armí

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

CAOS NO CASAMENTO EVIDENCIA PROBLEMAS ESPIRITUAIS


INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Malaquias 2:10-16
1. PARE: Enquanto o povo de Deus se preocupa com orações não respondidas (Malaquias 2:13), Deus se preocupa com o estilo de vida errado de Seu povo (Malaquias 2:16). Se Deus não responde tuas orações, não O questione; questione a ti mesmo. O erro nunca está com Deus.
2. OLHE: Quebrar os quatro primeiros dos Dez Mandamentos que estão relacionados a Deus (Êxodo 20:3-11) impossibilita qualquer pessoa – por mais conhecimento que tenha – de observar aos outros seis Mandamentos, relacionados à vida comunitária (Êxodo 20:12-17).
3. ESCUTE: Problemas no casamento é uma clara evidência que revela nitidamente que o relacionamento com Deus está com problemas (Malaquias 2:10-16). Tome cuidado com alguns perigos:

I. PRIMEIRO PERIGO ESPIRITUAL: CASAR-SE COM ALGUÉM DESLEAL A DEUS – Malaquias 2:10-12

1. O propósito nobre, santo e elevado para o casamento só será possível se ambos tiverem o mesmo compromisso com o mesmo Deus.
2. O propósito de Deus é ignorado quando um de Seus filhos se casa com filhos das trevas; ao quebrar o propósito espiritual, de ambos se tornarem miraculosamente uma só carne na presença de Deus diariamente, a deficiência espiritual dominará todas as áreas: físicas, intelectuais e emocionais.
3. O propósito de Deus não é que o casamento seja apenas um compromisso entre um homem e uma mulher, mas que ambos se comprometam com Ele para vencer as tentações do mundo e alcancem a salvação juntos.

II. SEGUNDO PERIGO ESPIRITUAL: INFIDELIDADE CONJUGAL – Malaquias 2:13-15

1. A infidelidade para com Deus resulta na infidelidade para com o cônjuge; de igual forma, a fidelidade a Deus é demonstrada claramente na fidelidade conjugal. Não há como separar vida conjugal de vida espiritual, pois no coração não há como criar compartilhamento para cada comportamento; tudo o que somos interfere em todos os nossos relacionamentos.
2. O problema na adoração sem vigor espiritual reside na infidelidade conjugal. Tal infidelidade vai além da traição, tem a ver com pornografia, um filme, uma novela, programas imorais, eróticos e depravados; e, até mesmo, com o fato de não cumprir votos feitos no altar, de amar, cuidar e respeitar em toda e qualquer situação.
3. A forma em que cada pessoa trata o seu cônjuge afetará a forma com que Deus ouvirá as orações. As lágrimas de teu cônjuge, arrancadas por você, impedirão a Deus de atender tuas orações.

III. TERCEIRO PERIGO ESPIRITUAL: AMAR OU FAZER O QUE DEUS ODEIA – Malaquias 2:16

1. O divórcio é a maior evidência de que as pessoas envolvidas não prezam por Deus, nem pelo próximo e nem a si mesmo, pois não honram as suas próprias palavras ditas no altar diante de testemunhas e de Deus.
2. Quem quebra um compromisso conjugal quebra um compromisso espiritual, é por isso que Deus tanto odeia o divórcio.
3. O divórcio é a terrível realidade de que um ou nenhum dos cônjuges não está bem com Deus, pois o Deus que criou o casamento criou o perdão; assim, Satanás luta pela separação dos casais, e Deus luta pela reconciliação. Separar-se é render-se a Satanás. Portanto, atenção: Cuidado!

CONCLUSÃO:

1. A comunhão com Deus deve ser vivida na comunhão conjugal, se a vida espiritual não for assim ela é superficial, a qual não satisfaz o coração de Deus.
2. A quebra de comunhão conjugal é uma forte evidência de que o relacionamento espiritual com Deus está em decadência, interrompido por interesses egoístas ou pelo próprio eu, a raiz do orgulho.
3. A sabedoria da vida está em evitar que os problemas conjugais afetem a comunhão com Deus e permitir que os princípios divinos determinem a vida conjugal.

APELO:

1. Aumente tua comunhão com Deus a fim de que a tua comunhão com teu cônjuge também cresça.
2. Fortaleça teu compromisso com Deus a fim de que o teu compromisso com teu cônjuge seja cada vez mais real.
3. Desenvolva uma vida espiritual tão significativa com Deus que seja não só relevante para a tua vida conjugal, como também determinante!
Pr. Heber Toth Armí

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

USE TEU DOM COM O PROPÓSITO PELO QUAL ELE TE FOI DADO


INTRODUÇÃO: Texto bíblico: I Pedro 4:7-11
1.   O povo está mais sedento do Evangelho verdadeiro que o peregrino num deserto sem água.
2.  O povo do mundo está mais disposto a ouvir o Evangelho do que os membros da igreja a fim de proclamá-lo.
3.  O povo está tão carente de algo real, concreto e que dê sentido à vida neste Planeta incerto que está aceitando qualquer coisa, ainda que não satisfaça satisfatoriamente a alma.
Na tentativa de atender às mais terríveis necessidades humanas – as quais nada satisfazem senão o Evangelho – é que Deus dá dons àqueles que se convertem ao cristianismo verdadeiro. Veja os pontos didáticos do ensino do apóstolo Pedro:

I. CADA MEMBRO DA IGREJA PRECISA CONSCIENTIZAR-SE DO TEMPO EM QUE VIVE – I Pedro 4:7-9

1. Ao saber o tempo em que vive, cada membro da igreja deve agir com mais prudência, bondade, oração, amor e ação.
2. Ao reconhecer que o juízo é iminente cada crente não deve relaxar na fé, mas desenvolver a fé mais intensamente.
3. Ao identificar o tempo presente como o tempo do fim cada cristão verdadeiro deve empenhar-se mais na obra de Cristo a fim de levar perdidos à salvação.

II. CADA SERVO DE DEUS NECESSITA AGIR CRITERIOSAMENTE AO USAR TODO DOM RECEBIDO – I Pedro 4:10

1. Os cristãos verdadeiros, sem exceção recebem de Deus um dom, logo no momento da conversão a fim de servir aos irmãos e aos indivíduos sem Cristo.
2. Os cristãos capacitados com os dons espirituais são as ferramentas de Deus na Terra para alcançar, se possível, a todos os habitantes do Planeta.
3. Os cristãos cheios do amor de Deus amam a tal ponto os que estão longe desse amor que apresentam Deus através de seus gestos, palavras e atitudes.

III. CADA DISCÍPULO DE CRISTO DEVE SER RESPONSÁVEL COM OS SEUS DONS ESPIRITUAIS – I Pedro 4:10-11

1. Como na distribuição dos dons aos cristãos, Deus não deixa ninguém de fora, Ele não se satisfaz se os Seus filhos O ignoram na falta de responsabilidade com Seus dons.
2. Como Deus serve a Sua igreja com vários dons Deus almeja que cada membro use Seus dons a fim de que várias pessoas sejam alcançadas.
3. Como graciosamente Deus distribui Seus dons, assim Ele demonstra que cada cristão deve servir ao próximo graciosa e multiformemente.

IV. CADA CRISTÃO TEM DE GLORIFICAR A DEUS NA MINISTRAÇÃO DE CADA DOM – I Pedro 4:11

1. O dom dado por Deus é para ser usado em benefício da missão da Terra em prol de pecadores que perecem por não conhecerem o caminho da Verdade e da Vida.
2. O dom dado por Deus usado para exaltar a quem o recebeu e não Àquele que o deu, não está sendo usado como deveria, isso resulta em desarmonia ou paralisia à obra de igreja.
3. O dom dado por Deus aos cristãos deve ser usado para glorificá-lO no serviço à Sua obra aqui na Terra visando resgatar pecadores das garras do diabo. 

V. CADA PESSOA SALVA APRESENTA TODO RESULTADO DE SEUS DONS A DEUS – I Pedro 4:11

1. O serviço cristão realizado por meio dos dons deve levar a assinatura de Deus e dar a Ele o devido crédito, isso será possível ao cristão que for humilde e sincero.
2. O resultado do uso dos dons nunca deve ser para honrar quem os possui, mas glorificar Àquele que os deu, por ser dono de tudo.
3. O serviço ministrado por meio dos dons espirituais não tem o propósito de promoção pessoal, mas exaltação divina ao invadir o reino das trevas com a luz de Cristo.

CONCLUSÃO:
1. Cada um dos cristãos recebe gratuitamente de Deus um dom para agir graciosamente em prol dos não crentes atraindo-os à Salvação em Cristo Jesus.
2. Cada um dos cristãos possui pelo menos um dom espiritual para somar aos dons de toda a igreja a fim de fazer avançar o reino de Deus em todo o mundo.
3. Cada um dos cristãos é chamado a servir e ministrar segundo a força que Deus dá a fim de glorificar a Deus em tudo o que faz, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus!

APELO:
1. Conscientize-se de que o tempo presente é o tempo do fim.
2. Seja criterioso usando cada dom que Deus te deu para Sua obra.
3. Responsabilize-se com cada dom espiritual sem negligenciar nenhum deles.
4. Glorifique a Deus desenvolvendo cada dom espiritual que você recebeu.
5. Apresente a Deus resultados de teus dons dando-Lhe os devidos créditos.

Pr. Heber Toth Armí

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

TRÊS CLÁUSULAS DO CASAMENTO BEM SUCEDIDO


INTRODUÇÃO: Texto bíblico: Gênesis 2:24
1. Quem não quer viver um pé de guerra ou uma eterna batalha no casamento deve considerar três cláusulas muito importantes.
2. Quem almeja viver um eterno romance com seu amado cônjuge deve dar atenção às três nobres cláusulas do casamento.
3. Quem se dispõe a viver estas cláusulas do casamento bem sucedido e ser feliz com a pessoa a quem ama? Então continue lendo:

I. PRIMEIRA CLÁUSULA: Deixe pai e mãe – Gênesis 2:24
1. Quem não consegue deixar pai e mãe não está apto para o casamento.
2. Quem não sabe ser independente de pai e mãe não saberá administrar uma família.
3. Quem não deixa pai e mãe para se casar não valorizará o cônjuge como deveria.

II. SEGUNDA CLÁUSULA: Una-se a teu cônjuge – Gênesis 2:24
1. O casamento é o mais íntimo relacionamento existente no mundo entre humanos.
2. O casamento só estará abaixo do relacionamento com Deus.
3. O casamento é uma união que deve perdurar até o fim da vida.

III. TERCEIRA CLÁUSULA: Torne-se uma só carne – Gênesis 2:24
1. O casamento é a fusão de duas pessoas, não de dois corpos; isso é mais do que união física, envolve a mental e a espiritual.
2. O casamento deve conduzir duas pessoas à unidade de propósito no matrimônio.
3. O casamento, como duas árvores crescidas muito próximas, tornam ambas mais fortes, mas cada uma produz seu próprio fruto.

CONCLUSÃO:
1. A falta de uma das três cláusulas pode danificar toda uma vida.
2. A falta de uma das cláusulas acima impedem casais de terem um casamento bem sucedido.
3. A falta de todas estas cláusulas é a causa de diversos problemas matrimoniais.

APELO:
1. Invista em teu matrimônio antes, durante e após a cerimônia de casamento.
2. Viva pelo teu casamento no momento da cerimônia e diariamente na vida conjugal.
3. Pratique cada uma das três cláusulas até o fim da vida e terás um casamento bem sucedido!
Pr. Heber Toth Armí
 

terça-feira, 15 de outubro de 2013

O SEGREDO DO SUCESSO NA EDUCAÇÃO DAS CRIANÇAS


INTRODUÇÃO: Texto Bíblico: Provérbios 22:6
1. Todo pai e mãe acredita serem bons educadores: Porém, a maioria deles nunca assistiu sequer uma palestra ou leu sequer um livro sobre o assunto.
2. Toda criança deveria ter pais responsáveis pelo seu desenvolvimento integral, físico, mental/emocional e espiritual: Entretanto, mesmo com a revelação divina (a Bíblia) a maioria dos filhos dos cristãos não recebe melhor educação que os filhos de não cristãos. Ou os ensinamentos bíblicos não são entendidos ou não são atendidos; se atendidos, mas sem diferença, então conclui-se que os princípios do Céu são irrelevantes aqui na Terra; o que não é verdade!
3. Todo adulto sabe que toda criança precisa de educação, instrução e orientação: Neste ponto, a questão é agir com maestria e sabedoria.  O que a revelação divina tem a dizer sobre isso? Leve em consideração que as coisas espirituais se discernem espiritualmente!

I. NO PROCESSO DE FORMAÇÃO DO CARÁTER DA CRIANÇA É PRECISO APRENDER A IGNORAR O CAMINHO EM QUE ELA QUER ANDAR – Provérbios 22:6
1. Desde o nascimento, as crianças têm tendências incontroláveis para o mal, o pecado, a ruindade, à destruição, ao erro, ao egoísmo, à perversão, à corrupção, ao orgulho, à inveja, ao ciúme, à imoralidade, à brutalidade, etc.
2. Se as crianças seguirem os desejos pecaminosos de seu coração, elas terão uma vida marcada pela imoralidade e corrupção; a menos que aceitem a Jesus e Sua salvação e passem por uma transformação.
3. Por isso, as crianças não podem fazer o que querem e o que gostam; pois, se assim procederem, os pais criarão terríveis monstros para a sociedade.

II. NO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DO CARÁTER DA CRIANÇA É PRECISO MAIS QUE ENSINAR QUAL O CAMINHO EM QUE ELA DEVE ANDAR - Provérbios 22:6
1. Como desde os primeiros dias, meses e anos as crianças tem fortes inclinações ao mal, não é suficiente que elas apenas saibam que existe um caminho nobre, mais elevado de vida e que conduz ao Céu; elas serão incapazes de andar por ele mesmo sabendo de suas vantagens.
2. Se as crianças apenas souberem que há um caminho para o Céu, em que os pais apenas indicam, mas não andam por ele, elas irão para o inferno apenas sabendo que havia um caminho com outro destino, mas ninguém as guiou nele.
3. Por isso, ensinar à criança o caminho em que deve andar, mas não andar com ela no caminho é igual a pensar que por explicar como se dirige um carro a alguém que nunca dirigiu já está habilitado para dirigir nas grandes rodovias movimentadas de São Paulo. Ou como tentar matar a fome das crianças apenas entregando-lhes as melhores e mais deliciosas receitas de comida.

III. NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CARÁTER DA CRIANÇA É PRECISO ENSINAR NO CAMINHO EM QUE ELA DEVE ANDAR - Provérbios 22:6
1. Como o mundo e a mídia estão super preparados a guiar as crianças aos braços do diabo com influências em desenhos animados, filmes e novelas com brutalidades, feitiçarias, bruxarias e mensagens espíritas, os pais precisam acompanhar cada passo de seus filhos neste mundo e tirá-los dessas influências diabólicas.
2. Se as crianças têm dificuldades e enfrentam insuperáveis desafios a fim de andar no caminho certo, é fundamental que os pais sejam exemplos, apoio e motivadores ativos e presentes na vida de seus filhos constantemente.
3. Por isso, é que o texto não diz que os pais devem deixar os filhos fazerem o que quiserem, nem mesmo diz que os pais devem apontar o caminho a eles; olhando com atenção, o texto ensina aos pais a ensinarem às crianças NO caminho em que devem andar; assim, como quando alguém pede informação para chegar num determinado endereço pode se perder no caminho em contraste com alguém que se oferece para levá-lo até o destino desejado.

CONCLUSÃO:
1. Somente com o ensino certo, para cada etapa da criança ao lado do pai, no caminho certo, a tendência dessa criança será continuar a caminhada rumo ao destino certo; rompendo, assim, com a tendência de praticar o pecado, o mal e a imoralidade.
2. Somente acompanhando as crianças em tudo o que elas fizerem tendo como alvo a educação que liberta do pecado, os pais verão o caráter delas formando-se para honrar a família e a Deus, o autor da vida e da Salvação.
3. Somente as crianças de pais verdadeiramente cristãos, comprometidos com os verdadeiros princípios bíblicos, aplicados equilibradamente na própria vida e na dos filhos, é que se desenvolverão cidadãos de honra na sociedade, na igreja, com destino à Pátria Celestial.

APELO:
1. Nunca ensine a criança a andar pelo caminho em que ela quer andar.
2. Não ensine apenas o caminho em que a criança deve andar.
3. Sempre ensine a criança no caminho em que ela deve andar e quando for velha não se desviará dele.
Pr. Heber Toth Armí
 

Postagens mais acessadas nesta semana