terça-feira, 15 de março de 2011

CARATERÍSTICAS DA VERDADEIRA ORAÇÃO


INTRODUÇÃO: Efésios 6:18
1. O apóstolo Paulo, já velho, preso em Roma, conhecia muito bem o poder da oração quando feita em sua plenitude. Por isso ele escreveu aos cristãos da cidade de Éfeso e a nós a fim de incentivar-nos à experiência única e exclusiva de uma oração correta, completa e intensa.
2. O apóstolo Paulo convida você a viver uma vida com os benefícios da plenitude da oração verdadeira.
3. O apóstolo Paulo deixou escrita todas as características de uma oração verdadeira e eficaz a fim de que nos beneficiemos dela.

I. A EXTENSÃO DA VERDADEIRA ORAÇÃO:
1. Está escrito: “Orai em todo o tempo...” (Efésios 6:18).
2. O cristão deve manter uma atitude de ininterrupta comunhão com seu Deus, por isso a oração já foi comparada à respiração da alma.

II. A ESSÊNCIA DA VERDADEIRA ORAÇÃO:
1. Está escrito: “com toda a oração e súplica...” (Efésios 6:18).
2. O cristão deve sentir a carente necessidade da intensa presença de Deus em sua vida miserável e limitada, sua oração não é uma reza ou frases repetidas, decoradas.

III. A ESFERA DA VERDADEIRA ORAÇÃO:
1. Está escrito: “com toda oração e súplica no Espírito” (Efésios 6:18).
2. O cristão em si não ora como convém, por isso precisa permitir ser influenciado pelo poder do Espírito Santo que auxilia àqueles que oram (Romanos 8:26-27).

IV. A ATITUDE NA VERDADEIRA ORAÇÃO:
1. Está escrito: “E, nisto, vigiando” (Efésios 6:18).
2. O cristão que ora e não vigia esmorece diante das provações (Mateus 26:41).

V. A INCONSTÂNCIA NA VERDADEIRA ORAÇÃO:
1. Está escrito: “... com toda perseverança” (Efésios 6:18).
2. O cristão perseverante indica que se encontra em um estado mental de súplica e reconhecimento de sua incapacidade diante de Deus, o único que supre as necessidades.

VI. A MAGNITUDE DA VERDADEIRA ORAÇÃO:
1. Está escrito: “e súplica por todos os santos” (Efésios 6:18).
2. Os cristãos não oram aos santos, mas pelos santos. Os santos não são cristãos mortos canonizados, mas os que foram justificados pelo sangue de Jesus. Todos os cristãos precisam orar pelos outros e receber oração dos outros.

CONCLUSÃO:
1. O Apóstolo Paulo sabia da importância de uma oração plena e intensa, foi ele mesmo quem escreveu: “Orai sem cessar” (I Tessalonicenses 5:17).
2. O Apóstolo Paulo insta aos cristãos de Éfeso e a nós à oração plena e contínua, ele escreveu: “Orai em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito. E, nisto, vigiando com toda perseverante e súplica por todos os santos”.
3. O apóstolo Paulo usa neste texto quatro vezes a palavra “todo/a” (Todo tempo, toda oração, toda a perseverança, todos os santos), enfatizando assim a plenitude da oração da verdadeira oração. Experimente-a!

Pr. Heber Toth Armí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana