quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

NASCIMENTO VIRGINAL DO ETERNO FILHO DE DEUS

INTRODUÇÃO: Texto Bíblico principal: Mateus 1:1-25

1. O primeiro capítulo do livro de Mateus tem a finalidade de apresentar o Messias que deixou o Céu e veio nascer na Terra.

2. O primeiro capítulo de Mateus esclarece a natureza única, peculiar e exclusiva do menino que nasceu numa humilde estrebaria para ser o Salvador e Libertador de toda humanidade.

3. O primeiro capítulo de Mateus apresenta um Rei eterno, Divino e Majestoso Universalmente sendo motivado pelo amor a fim de salvar o mais terrível pecador.

I. JESUS COMO FILHO DO HOMEM DAVI POSSUI NATUREZA HUMANA – Mateus 1:1-17

  1. A genealogia escrita por Mateus apresenta Jesus como filho do rei Davi, com direito ao reino (Mateus 1:1).
  2. A genealogia apresenta Jesus como filho de Abraão, o descendente que abençoaria toda a terra (Mateus 1:1).
  3. A genealogia mantém uma ordem importante, pois o Messias deveria se apresentar primeiramente como Rei, depois como Salvador (João 1:11-12).

II. JESUS COMO FILHO DE DEUS JEOVÁ POSSUI NATUREZA DIVINA – Mateus 1:18-25

  1. O relato da concepção virginal pelo poder do Espírito Santo apresenta Jesus como Filho de Deus (Mateus 1:20).
  2. O relato da concepção virginal pelo poder do Espírito Santo apresenta Jesus como o Emanuel, Deus conosco (Mateus 1:23).
  3. O relato da concepção apresenta Jesus, o Verbo Eterno, o Divino Criador que dependeu de uma criatura para salvar Sua criação do pecado e suas consequencias (Mateus 1:21).

CONCLUSÃO:

1. JESUS é o homem-Deus, que teve um começo como humano; mas como divino jamais teve começo e nunca terá fim.

2. JESUS é o descendente da mulher (Gênesis 3:15), o Libertador divino-humano, que veio para resgatar a humanidade da tragédia do pecado.

3. JESUS é o único ser que legalmente tem condições de salvar o pecador, pois Ele é totalmente homem e totalmente Deus; e, sendo Deus, se fez homem para vencer no lugar da humanidade.

APELO:

1. JESUS veio para apresentar o amor e os planos divinos à humanidade: É importante que você os conheça.

2. JESUS veio para ser Rei e conquistar os pecadores do reino das trevas, para o reino da luz: É importante que você entenda isso.

3. JESUS veio resolver o problema do pecado na vida humana: É importante que você deixe de submeter-se ao pecado e submeta-se a Jesus.

Pr. Heber Toth Armí

JESUS – NOME INDICADO POR UM ANJO

INTRODUÇÃO: Texto bíblico: Mateus 1:21
  1. Qual a origem do nome "Jesus"?
  2. Qual o significado do nome “Jesus”?
  3. Qual o propósito do nascimento de Jesus?

I. A ORIGEM DO NOME DE JESUS – Mateus 1:21

  1. Não foi uma idéia humana: Um anjo apareceu a José e a Maria e indicou o nome do filho que nasceria de Maria.
  2. Não foi uma escolha humana: Um anjo veio do Céu para informar como se chamaria o menino, antes de nascer da virgem Maria.
  3. Não foi uma sugestão humana: Um anjo de Deus vem do Céu trazendo um nome humano para colocar no Filho de Deus.

II. O SIGNIFICADO DO NOME “JESUS” – Mateus 1:21

  1. Iniciou com o idioma hebraico: O nome “Jesus” é uma adaptação de um nome hebraico Yehoshua (יְהוֹשׁוּעַ) ou sua abreviação Yeshua (יֵשׁוּעַ): Josué ou Jesuá.
  2. Passou pela adaptação do idioma grego: O nome “Jesus” foi adaptado do hebraico para o grego Iesus, de onde vem a forma “Jesus” usada nas traduções da Bíblia para a língua portuguesa.
  3. Chegou ao idioma português adaptado do grego: Assim, o nome “Jesus” de origem hebraica significa “YHWH (Jeová) SALVA”. Ele é o Messias que significa “O Cristo” ou “O Ungido”.

III. O PROPÓSITO DO NASCIMENTO DE JESUS – Mateus 1:21

  1. Libertação: Desde a entrada do pecado no mundo o povo de Deus esperou ansiosamente pela vinda de um Libertador (Gênesis 3:15). O pecado escravizou a humanidade. Jesus veio nos libertar do pecado.
  2. Salvação: O pecado trouxe destruição e morte, Jesus veio pagar o preço do pecado abrindo assim a porta para a vida eterna. Jesus salva da morte.
  3. Redenção: Com a entrada do pecado no mundo Satanás adquiriu o direito de posse da humanidade. Jesus veio redimir e restaurar o domínio de Deus no coração humano.

CONCLUSÃO:

  1. Jesus não veio principalmente para salvar a humanidade da pobreza.
  2. Jesus não veio principalmente para salvar a humanidade das injustiças sociais.
  3. Jesus veio para salvar do pecado que consequentemente conduz à pobreza e à injustiça.

APELO:

  1. Permita que Jesus te liberte do pecado, não no pecado!
  2. Permita que Jesus te salve das consequências do pecado!
  3. Permita que Jesus te redima do poder de Satanás!

Pr. Heber Toth Armí

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

IMMANUEL – DEUS CONOSCO!

INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Mateus 1:20-25
1. Há muitas pessoas que não conhecem teologicamente (profundamente) a Jesus.
2. Há muitas pessoas que se dizem cristãs sem ao menos conhecer o líder do cristianismo.
3. Há muitas pessoas que não entendem Jesus como o Immanuel ou Emanuel.

I. A PRIMEIRA REFERÊNCIA A “EMANUEL” VEM DO ANTIGO TESTAMENTO – Mateus 1:22-23
  1. Emanuel – significado histórico: Nome de uma criança no Antigo Testamento cujo nascimento é anunciado pelo profeta Isaías cerca do ano 734 a.C. (Isaías 7:14).
  2. Emanuel – significado teológico: No Antigo Testamento: Deus está com Seu povo - Teofanias.  No Novo Testamento: Deus está entre Seu povo - Em forma humana.
  3. Emanuel – significado profético: O profeta Isaías apresenta para o futuro a vinda do Messias, Deus conosco (Isaías 8:8, 10). O nome Emanuel surgiu numa situação histórica real como uma promessa da presença de Deus com Seu povo; mas Isaías olhava além do presente, para o tempo em que Deus enviaria Seu próprio Filho, o verdadeiro Emanuel, que num sentido supremo, é "Deus conosco".
Síntese: Jesus é o Messias que cumpre claramente todas as profecias do Antigo Testamento (Mateus 1:22).

II. A PRIMEIRA REFERÊNCIA A “EMANUEL” NO NOVO TESTAMENTO É DITA POR UM ANJO – Mateus 1:20, 23
  1. O anjo declara que o Emanuel viria de uma mulher e não de um homem.
  2. O anjo declara que o Emanuel seria gerado numa mulher virgem como resultado da atuação sobrenatural do Espírito Santo.
  3. O anjo declara que “Emanuel” significa “Deus conosco”.
Síntese: O anjo de Deus vem do Céu com uma mensagem a uma virgem de que ela conceberia um Filho Divino unicamente como obra sobrenatural do Espírito Santo.

III. A PRIMEIRA APLICAÇÃO CLARA E ESPECÍFICA AO EMANUEL FOI A JESUS – Mateus 1:21, 24-25
  1. Jesus é Emanuel, Deus conosco: O mesmo anjo que chama o fruto do ventre de Maria de Emanuel pede a José para chamá-lo de Jesus.
  2. Jesus é Emanuel, Deus conosco: A Bíblia não trata Deus apenas transcendental, mas como imanente. Não um ser distante. Além de próximo de nós, esteve entre nós.
  3. Jesus é Emanuel, Deus conosco: O Deus verdadeiro não é apenas uma teoria, ou uma filosofia, ou uma energia, é um ser real e concreto; divino, porém, presente entre nós.
Síntese: Deus desejou revelar-Se, fazer-Se conhecer e identificar-Se com Seu povo a ponto de entrar no mundo, nascer como um bebê de uma mulher virgem e viver em forma humana entre os humanos, sem deixar de ser Deus. Entre os humanos Ele recebeu o nome de Jesus.

CONCLUSÃO:
1. Jesus, Emanuel, sendo Deus, esteve disposto a se humilhar a fim de nos salvar. Ele se identifica com você a fim de que você conheça melhor a Deus.
2. Jesus, Emanuel, sendo Deus, deixou o Céu para nascer como um indefeso bebê neste mundo. Ele deseja estar perto de você!
3. Jesus, Emanuel, sendo Deus, se fez humano a fim de salvar a humanidade dos pecados deles. Deixe-O libertar dos teus pecados!

Pr. Heber Toth Armí

domingo, 19 de dezembro de 2010

FIM DE ANO – PENSE EM COMEÇAR DE NOVO

Em nosso relacionamento com nosso Deus é muito fácil falharmos, mas Deus sempre nos dá uma nova oportunidade. Ele é o Deus da segunda chance. Tempos atrás li um poema simplesmente maravilhoso sobre nossa vida com Deus. Desejo compartilhá-lo com você a fim de que você renove seu compromisso com o Todo-Poderoso. Leia, medite e reflita neste poema:

"COMECE DE NOVO"

Se você confiou em Deus e andou pelo caminho dEle,

Se você O sentiu a guiar você todos os dias,

Mas agora seus passos o levam por outro caminho,

Comece de novo.


Se você fez planos que não deram certos,

Se você tentou dar o melhor de si e não há mais o que tentar,

se você falhou consigo mesmo sem saber porquê,

Comece de novo.


Se você contou aos seus amigos o que planejava fazer,

Se você confiou neles e eles não o apoiaram,

Se agora você está sozinho, só podendo contar consigo mesmo,

Comece de novo.


Se você orou a Deus, respeitando sempre a vontade dele,

Se você orou e orou e ainda se sente infeliz,

Se você quer parar, sentindo que atingiu seu limite,

Comece de novo.


Se você está certo que está acabado e quer desistir,

Se você chegou ao fundo do poço,

Se você tentou e tentou e não conseguiu subir,

Comece de novo.

Ao olhar para um ano que termina você pode ficar decepcionado(a) consigo mesmo(a) por causa dos fracassos espirituais. Mas olhe para Deus, Ele te oferece mais um ano, um ano novinho, para que você possa recomeçar sua vida, reatar seus compromissos e aproximar-se mais dEle.

Ao chegar o início do ano novo, não pense em recomeçar. Pare de pensar e parta para a ação: recomece logo com Cristo dependendo do poder do Espírito Santo durante o ano todo!

· Recomece! – Deus está te esperando, independente do que você tenha feito.

· Recomece! – Deus está te chamando, independente dos caminhos que você tem seguido.

· Recomece! – Deus está te suplicando, independente das tuas justificativas.

Desejo que você esteja em comunhão com Deus durante o ano todo para que o sonho de Deus para você se concretize! Que Deus te dê forças diariamente! Seja um vencedor!

Neste Ano Novo, comece de novo!

Pr. Heber Toth Armí

sábado, 18 de dezembro de 2010

ATITUDES HUMANAS DIANTE DO NASCIMENTO DE JESUS

INTRODUÇÃO: Texto bíblico: Mateus 2:1-12, 16
1. Há pessoas que demonstram com palavras e atitudes que amam a Jesus.
2. Há pessoas que declaram por palavras que amam a Jesus, porém suas atitudes não demonstram essa verdade.
3. Há pessoas que odeiam a Jesus, embora uns demonstrem e outros não.

I. ALGUMAS PESSOAS SEMPRE ODIARÃO A JESUS – Mateus 2:3, 12-13, 16
  1. No passado, Herodes, o Grande, odiou mortalmente a Jesus, o Messias Salvador.
  2. No presente, os críticos, os céticos e os ateus odeiam destrutivamente a Jesus, Rei dos reis.
II. ALGUMAS PESSOAS SEMPRE NEGLIGENCIARÃO A JESUS – Mateus 2:3-6
  1. No passado, os principais sacerdotes, os escribas e o povo conheciam teoricamente as profecias sobre o Messias, mas ao invés de se alegrarem com as informações dos magos, eles se alarmaram.
  2. No presente, os que vivem relaxadamente e mornos espiritualmente não dão muita importância a Jesus, negligenciando-O.
III. ALGUMAS PESSOAS SEMPRE ADORARÃO A JESUS – Mateus 2:2, 11
  1. No passado, os magos do Oriente enfrentaram os desafios de uma longa viagem a fim de adorar a Jesus trazendo-Lhe valiosos presentes.
  2. No presente, poucas pessoas buscam diligentemente a Jesus como fizeram os magos do Oriente a fim de adorá-lO, honrá-lO e presenteá-lO.
CONCLUSÃO:
1. Adorar a Jesus é uma atitude nobre que poucos reconhecem.
2. Adorar a Jesus é a atitude daqueles que humildemente reconhecem quem é Jesus.
3. Adorar a Jesus é uma atitude que todos deveriam buscar diariamente.

APELO:
1. Conheça a Bíblia e a Jesus corretamente para que não faças como Herodes.
2. Conheça a Bíblia e a Jesus corretamente para que não faças como os religiosos judeus da época de Jesus.
3. Conheça a Bíblia e a Jesus corretamente para que tenhas as atitudes dos magos do Oriente.

Pr. Heber Toth Armí

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

DEUS ALERTA SOBRE OS FALSOS MESTRES

INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: II Pedro 2:1-3
1. Os falsos mestres são líderes na igreja que não ensinam a verdadeira doutrina bíblica.
2. Os falsos mestres são líderes do cristianismo que introduzem sutilmente falsos ensinamentos no coração dos cristãos.
3. Os falsos mestres são pastores, professores, missionários, anciãos, diáconos e presbíteros que buscam seus próprios interesses dentro da igreja e não os interesses do dono da igreja.

I. DEUS REVELA O APARECIMENTO DOS FALSOS MESTRES COM MAIS INTENSIDADE NOS ÚLTIMOS DIAS – II Pedro 2:1
  1. Os falsos mestres imperceptivelmente introduzem heresias – doutrinas bíblicas manipuladas com palavras humanas.
  2. Os falsos mestres introduzem ensinamentos que levam os salvos a se perderem.
  3. Os falsos mestres introduzem ensinos que induzem os cristãos a negarem a Cristo:
a) Oferecem bênçãos por dinheiro – quanto mais ofertas e dízimos, mais abençoado será!
b) Oferecem curas por rituais – anéis, água num copo, pulseiras, terra santa, envelopes, etc.
c) Oferecem milagres por campanhas – campanhas de tantos dias, campanha disso e daquilo.

II. DEUS REVELA O ÊXITO DOS FALSOS MESTRES EM SUAS HABILIDADES DE ENGANAR AOS CRISTAOS – II Pedro 2:2-3
  1. Os falsos mestres vêm sendo recompensados com generosos espaços em milhares de púlpitos evangélicos.
  2. Os falsos mestres que circulam livremente pela igreja e televisão evangélicas são embalados por uma única motivação: o lucro fácil.
  3. Os falsos mestres têm seduzido os evangélicos a entregarem-lhes vultosas somas de dinheiro para que tenham recursos financeiros a fim de continuar enganando.
a) Os fiéis pagam aos falsos mestres para ser enganados, promovendo assim as heresias.
b) Os fiéis que os seguem são muitos em todos os lugares.
c) Os fiéis são tão enganados que seguem ao falso mestre como se estivessem seguindo a Jesus.

III. DEUS REVELA O FIM DOS FALSOS MESTRES E SEUS SEGUIDORES NO DIA DO JUÍZO – II Pedro 2:3
  1. Deus conhece os falsos mestres, seus enganos, suas motivações e seu destino.
  2. Deus mostra que os falsos mestres são movidos, não pelo Espírito Santo, mas pela avareza, cobiça – pelo amor ao dinheiro que é a raiz de todos os males (I Timóteo 6:10).
  3. Deus apresenta a todos qual será o fim dos falsos mestres e dos enganados por eles:
a) As conseqüências acham-se bem próximas de cada um dos que vivem no erro e no engano.
b) As conseqüências são castigos, os quais acham-se despertos para punir os que brincam com as coisas sagradas.
c) As conseqüências de pregar e seguir as heresias são as mais graves possíveis: a destruição eterna.

CONCLUSÃO:
1. Os falsos mestres existem e Deus revela suas características para que tomemos cuidado: Eles são apostados da verdade bíblica, eles estão dentro da igreja e são líderes interessados em dinheiro.
2. Os falsos mestres estão entre os cristãos, mas são: dissimulados, hereges, libertinos, avarentos que fazem comércio na igreja com os fiéis.
3. Os falsos mestres, movidos por ambição tiram tudo dos fiéis: o dinheiro, a fé e a coroa da vida. Porém eles estão cavando suas próprias sepulturas – cuidado para não ir junto com eles!

APELO:
  1. Não aja de maneira irresponsável diante da supremacia da Palavra de Deus.
  2. Não seja negligente com o estudo da Santa Palavra de Deus - a Bíblia Sagrada!
  3. Não permita que o engano tome conta do teu coração. Aplique em sua vida os puros ensinamentos da Palavra de Deus!
Pr. Heber Toth Armí

domingo, 12 de dezembro de 2010

A ÚNICA RELIGIOSIDADE REQUERIDA POR DEUS

INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Miquéias 6:8
1. Deus abomina uma religiosidade materialista (Miquéias 6:6): Presentes não conquistam a Deus.
2. Deus abomina uma religiosidade comercialista (Miquéias 6:7): Coisas não compram a Deus.
3. Deus abomina uma religiosidade ritualística (Miquéias 6:7): Dízimo, ofertas, cerimônias e rituais não conquistam o coração de Deus.

I. A RELIGIOSIDADE QUE DEUS REQUER TEM A VER COM UM ATO PESSOAL E ÍNTIMO – Miquéias 6:8
  1. Praticar a justiça é um ato pessoal que parte da decisão humana.
  2. Praticar a justiça implica em conhecê-la e aceitá-la no íntimo do ser.
  3. Praticar a justiça é não explorar os membros da família, não torcer a teologia, não manipular a justiça, não falsificar a Palavra de Deus nas atitudes, etc.
II. A RELIGIOSIDADE QUE DEUS REQUER TEM A VER COM RELACIONAMENTOS HUMANOS – Miquéias 6:8
  1. Amar a misericórdia é amar aos semelhantes como a si mesmo.
  2. Amar a misericórdia implica num equilíbrio à prática da justiça.
  3. Amar a misericórdia é ser bondoso, amoroso e generoso com todos, inclusive com aqueles que não merecem.
III. A RELIGIOSIDADE QUE DEUS REQUER TEM A VER COM COMUNHÃO ESPIRITUAL – Miquéias 6:8
  1. Andar humildemente com Deus é a mais urgente necessidade, é prioridade.
  2. Andar humildemente com Deus antecede à prática da justiça e ao amor pela misericórdia.
  3. Andar humildemente com Deus é depender e submeter-se inteira e intimamente a Deus e à Sua perfeita vontade.
CONCLUSÃO:
1. É possível praticar a justiça sem misericórdia: São pessoas rigorosas e agressivas.
2. É possível amar a misericórdia sem a prática da justiça: Pessoas frouxas e permissivas.
3. É possível ter um equilíbrio entre justiça e misericórdia unicamente andando humildemente com Deus.

APELO:
1. Jesus sempre foi justo, misericordioso e humilde. Ele diz: “Vinde a mim... aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração” (Mateus 11:28-29).
2. Jesus foi a maior exemplificação de Miquéias 6:8. Siga Seu exemplo!
3. Jesus é o líder da verdadeira religião que Deus requer: O Cristianismo. Seja um verdadeiro cristão: justo, misericordio, humilde e submisso a Deus.
Pr. Heber Toth Armí

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

O FOCO DO CRISTÃO DIANTE DAS AFLIÇÕES

INTRODUÇÃO: Texto Bíblico: II Coríntios 4:16-18

1. A única esperança do ímpio reside na morte.

2. A esperança do cristão é a vida eterna de paz, alegria e harmonia nas mansões celestiais.

3. A morte é a esperança para muita gente infeliz, aflita e sofredora; mas, a vida de eterno peso de glória é a esperança de todo aquele que crê e tem fé nas promessas de Jesus. O Apóstolo Paulo nos ensina três princípios cristãos diante das aflições:

I. O CRISTÃO DEVE SE FORTALECER RENOVANDO A VIDA ESPIRITUAL DIARIAMENTE (II Coríntios 4:16)

  1. O que importa na vida cristã não é a fraqueza ou a força física, mas a força espiritual.
  2. O que importa na vida cristã é o desenvolvimento da natureza espiritual e da fé.
  3. O que importa na vida cristã é permitir que o Espírito Santo renove a espiritualidade diariamente.

II. O CRISTÃO DEVE TER UMA OPINIÃO CORRETA DO MUNDO (II Coríntios 4:17)

  1. Esse mundo é passageiro, aqui nossa vida é curta, débil e limitada.
  2. Esse mundo oferece prazeres ilusórios que se transformam em angústias.
  3. Esse mundo tem injustiças que afligem nossa alma e agride o nosso coração.

III. O CRISTÃO DEVE FOCAR EM UM SÁBIO OBJETIVO DE VIDA (II Coríntios 4:18)

  1. O foco do cristão são as coisas eternas e não as temporais.
  2. O foco do cristão são as coisas invisíveis (celestiais) e não as visíveis (materiais, mundanas).
  3. O foco do cristão é a vida de eterna glória no Céu juntamente com Cristo, o Salvador.

CONCLUSÃO:

  1. O foco do cristão está além da tribulação, doença e morte, ele aguarda a vida eterna na glória.
  2. O foco do cristão não são as coisas deste mundo passageiro, mas as coisas celestiais, divinas e eternas.
  3. O foco do cristão não são os prazeres carnais, mas os privilégios e sentimentos celestiais.
Pr. Heber Toth Armí

domingo, 5 de dezembro de 2010

O PRIMEIRO EVANGELISTA DA HISTÓRIA

INTRODUÇÃO: Texto Bíblico Principal: Gênesis 3:15

1. O evangelho só foi necessário quando surgiu o pecado na humanidade.

2. O evangelho, que significa boas novas, foi importante quando houve um problema humanamente insolúvel: morte pelo pecado.

3. O evangelho foi pregado por Deus aos primeiros pecadores que não tinham esperança nenhuma sobre seu destino.

I. DEUS PREGOU AOS PRIMEIROS PECADORES SOBRE A ENCARNAÇÃO DE CRISTO – Gênesis 3:15

  1. Deus pregou que o Salvador da humanidade seria descendente de mulher.
  2. Deus pregou que o descendente da mulher não teria a participação do homem, apenas da mulher (Mateus 1:23, 25).
  3. Deus ensinou que Seu filho, Jesus, nasceria com natureza humana para resolver o problema do pecado causado pelo homem (João 1:14).

II. DEUS PREGOU AOS PRIMEIROS PECADORES SOBRE OS SOFRIMENTOS DE CRISTO NA CRUZ – Gênesis 3:15

  1. O calcanhar ferido do descendente da mulher se refere aos sofrimentos de Jesus ao ser condenado pelos homens usados por Satanás.
  2. O calcanhar ferido do descendente da mulher significa o sofrimento de Jesus para salvar-nos de nossos pecados (Mateus 1:21).
  3. O calcanhar ferido é a morte do Filho de Deus numa terrível cruz para libertar-nos do pecado (Isaías 53:4-5). Pelo fato de Jesus ter vencido a morte ressurgindo do sepulcro, Deus não pregou que a ferida foi na cabeça do descendente da mulher, e sim no calcanhar.

III. DEUS PREGOU AOS PRIMEIROS PECADORES SOBRE A VITÓRIA DE CRISTO NO CONFLITO ENTRE O BEM E O MAL – Gênesis 3:15

  1. A serpente que representa a Satanás terá – ainda no futuro – sua cabeça completamente esmagada pelo descendente da mulher: Jesus.
  2. A serpente (Satanás) morrerá, para nunca mais voltar a existir (Romanos 16:20).
  3. A serpente que é símbolo do mal será destruída em breve por Jesus, eliminando assim o mal de todo o Universo (Romanos 16:20).

CONCLUSÃO:

1. Deus foi o primeiro a pregar o Evangelho aos desesperados pecadores. Agora estes passam aos outros.

2. Deus primeiro apresentou o bálsamo refrescante do evangelho antes de apresentar a sentença por causa do pecado. Agora estes transmitem aos outros.

3. Deus pregou o evangelho porque deseja a salvação de todos os pecadores, inclusive de Adão e Eva. Estes começaram a pregar aos outros até chegar a você. Faça o mesmo! Pregue o evangelho, as boas novas de salvação, àqueles que estão desesperados no pecado!

Pr. Heber Toth Armí

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

PESSOAS AGITADAS COMO O MAR


INTRODUÇÃO: Texto Bíblico: Isaías 57:20-21

  1. Há muitas pessoas que vivem desesperadamente num mundo sem paz.

  2. Há muitas pessoas que, quanto mais lutam por paz, menos a tem.

  3. Há muitas pessoas que só tem aflições e angústia de alma e de espírito.

O texto bíblico de Isaías nos dá as respostas que a alma humana desesperada anela: Por que muitas pessoas não têm paz? E o que fazer para tê-la?

I. QUEM SÃO OS ÍMPIOS QUE NÃO TEM PAZ (Isaías 57:20):

Segundo a definição de vários dicionários, os ímpios são:

  1. Pessoas que amam quebrar regras e mandamentos: Ofendem a moral e a justiça. Desprezam a religião.
  2. Pessoas incrédulas e descrentes: Não tem fé. Não acreditam em Deus.
  3. Pessoas más: Fazem maldades constantemente. Estão longe de Deus.

II. COMO OS ÍMPIOS VIVEM A VIDA (Isaías 57:20-21):

  1. Os ímpios são pessoas que vivem agitadas: Correm de um lado para o outro, desesperadamente em busca de felicidade, alegria e paz. Mas são agitados.

  2. Os ímpios são pessoas inquietas: Trabalham de mais para ganhar dinheiro, conquistar a felicidade e alcançar paz de espírito, mas só conseguem aumentar sua angustia.

  3. Os ímpios são pessoas insatisfeitas: Insatisfeitos consigo mesmos, com os outros e com Deus. Carregam um vazio na alma e um buraco no coração.

III. O QUE OS ÍMPIOS PODEM FAZER PARA ENCONTRAR PAZ (Isaías 57:20-21):

  1. Quem vive no pecado não tem paz, quem deseja paz deve abandonar o pecado.

  2. Quem vive no pecado não tem sossego, quem deseja sossego deve deixar da vida de pecado.

  3. Quem vive no pecado vive na lama do desespero; o desesperado precisa levantar a cabeça e buscar ajuda do alto.

CONCLUSÃO:

1. A paz é fruto do abandono do pecado. Os que persistem em continuar mergulhados no pecado não terão paz. Aceite o sacrifício de Cristo, que morreu para te libertar do pecado.

2. A paz é fruto de uma consciência tranqüila. Uma consciência culpada deixa qualquer pessoa inquieta, agitada. Creia, tenha fé e aceite o perdão de Deus!

3. A paz é fruto de uma vida de justiça. Quem deseja desfazer-se de conflitos internos e externos, deve desfazer-se do pecado, a verdadeira causa do conflito. Revista-se da justiça de Cristo e se reconcilie com Deus. Aproxima-te de Deus agora mesmo!

Pr. Heber Toth Armí

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

O VERDADEIRO RESPONSÁVEL PELO TEU PECADO

INTRODUÇÃO: Texto Bíblico: Marcos 7:20-23

1. Para muitos é o diabo quem provoca todos os nossos pecados. Para Jesus não!

2. Para muitos o diabo é responsável por nos induzir à vida de pecado. Para Jesus não!

3. Para muitos o diabo é o culpado principal de nossos pecados. Para Jesus não!

I. PARA JESUS O PECADO TEM ORIGEM NO INTERIOR DO SER HUMANO (Marcos 7:20, 23):

Para Jesus o ser humano não tem justificativas quanto a explicação de seu pecado.

1. Jesus não nega a podridão da alma humana – ela está corrompida com o pecado!

2. Jesus não nega que o pecado externo vem do pecado interno – do coração, da alma, do interior humano!

3. Jesus não nega que o pecado tem sua fonte principal no coração humano – o ser humano é responsável por suas atitudes!

II. PARA JESUS O PECADO VEM DE DENTRO PARA FORA NÃO DE FORA PARA DENTRO (Marcos 7:20-22):

Jesus, que conhece o coração do pecador, não esconde a verdade de que o ser humano possui uma natureza pecaminosa, pervertida e contaminada com o pecado.

1. Jesus alega que do interior do coração invisível procede o mal comportamento exterior visível.

2. Jesus alega que o coração do homem está contaminado e contamina suas atitudes.

3. Jesus alega que do interior surgem as piores práticas pecaminosas.

III. PARA JESUS O PECADO EXTERIOR REVELA OS PECADOS DO INTERIOR HUMANO (Marcos 7:21-22):

Jesus responsabiliza cada ser humano como culpado de seus pecados, não o diabo.

1. Jesus cita doze pecados que procedem do interior do coração humano, não de uma influência externa.

2. Jesus cita, dentre os doze, seis pecados que indicam más atitudes externas oriundas do interior do coração pervertido do ser humano: Prostituição, furtos, homicídios, adultérios, avareza e malícias.

3. Jesus, ao citar os últimos seis da lista dos doze pecados, apresenta a condição deplorável do coração humano: Dolo (falsidade), lascívia (sensualidade), inveja, blasfêmia (difamações, xingamentos e calúnias), soberba e loucura.

CONCLUSÃO: Você é o próprio responsável pelo teu pecado!

1. O interior contaminado do ser humano provoca os maus pensamentos, estes as más ações. Assuma tua própria culpa!

2. O interior do ser humano deve ser purificado por Aquele que conhece o mal desde a raiz. Entregue todo teu coração pecaminoso a Jesus!

3. O interior do ser humano precisa de uma reforma completa que só Jesus pode realizar. Permita que Jesus revolucione seu interior colocando o Espírito Santo no teu coração!

Pr. Heber Toth Armí

Postagens mais acessadas nesta semana