terça-feira, 2 de setembro de 2014

ATITUDES PARA OBTER APROVAÇÃO DE UM DEUS SANTO


INTRODUÇÃO: Texto Bíblico principal: Levítico 22:17-33

1. Como deve ser a oferta para que seja aceitável a Deus?
2. Como deve agir o adorador para que seja aceitável a Deus?
3. Como um pecador pode ser aceito por um Deus santo?

Sobre isso Deus quer que saibamos bem, Ele inspirou em Sua Palavra a fim de que tanto judeus quanto cristãos saibam também.

I. SACRIFÍCIOS OFERECIDOS A DEUS DEVEM SER SEM DEFEITOS – Levítico 22:17-25

1. Esta regra tinha como objetivo preservar a honra do santuário e do Deus do santuário: O tema central do capítulo é santidade de Deus.
2. Esta regra apontava para o valor do sacrifício: Considerando o tema principal, não se pode privar Deus de Sua dignidade e glória; para isso, o pecador deve oferecer o melhor ao Salvador.
3. Esta regra revelava a forma do pecador adorar ao Salvador: Ao adorar ninguém deve tomar em vão ao nome santo de Deus, sacrifícios sem manchas e defeitos!

II. SACRIFÍCIOS ANTIGOS APONTAM AO SACRIFÍCIO DE CRISTO – Levítico 22:26-27

1. O sacrifício não poderia ser oferecido antes do oitavo dia: O animal recém-nascido era inaceitável a Deus, como seria o sacrifício de Cristo se fosse antes de Sua maturidade.
2. O sacrifício de Cristo não deveria ser em sua infância, quando Herodes tentou matá-lo: Antes de Sua morte Jesus deveria provar que era santo e sem defeito por Suas atitudes.
3. O sacrifício após o oitavo dia, fazia com que o animal passasse por pelo menos um sábado – Ele deveria ser santo: Deus só aceitaria ofertas que estivessem dentro do padrão por Ele estabelecido, assim como Jesus é o único que cumpre os requisitos para cumprir a justiça pela injustiça do pecador.

III. SACRIFÍCIOS A DEUS DEVEM SER COM CUIDADO E ATENÇÃO – Levítico 22:28

1. Animais para sacrifício não deveriam ser mortos filhotes e mãe juntos: Deus não quer que sejamos insensíveis diante do dramático sacrifício de Seu Filho.
2. Animais oferecidos a Deus deviam ter total cuidado por ser um ritual sagrado: A vida de Cristo entregue por nós tem significado nobre, elevado e espiritual.
3. Animais sacrificados revelam a crueldade do pecado, mas não poderiam ser sacrificados sem entendimento: A crueldade revela a malignidade do pecado, a cruel morte de Cristo deve nos libertar da crueldade, frieza e dureza de coração.

IV. SACRIFÍCIOS A DEUS VISAM HONRAR AO NOSSO SALVADOR – Levítico 22:29-33

1. O plano de Deus é que nos mínimos detalhes os adoradores reconheçam Sua soberania e interesse pelos pecadores: Nunca devemos adorar de forma errada ou por motivos dúbios: isso é profanação; e, Deus espera nossa santificação, lealdade e submissão.
2. O plano de Deus é que em todo ato de adoração nosso foco seja o Redentor que liberta do pecado: Jesus é o Cordeiro de Deus, imaculado e incontaminado que tem poder de nos libertar do pecado.
3. O plano de Deus é que todo pecador O honre como o único que vence para dar a vitória ao pecador: Deus quer para Si todos os pecadores perdidos, mas estes devem aproximar-se segundo Suas prescrições; não de qualquer jeito, pois Ele não é qualquer Deus.

CONCLUSÃO:

1. A legislação divina a um povo separado do pecado exigia separação e santificação tanto do ofertante quanto da oferta para o sacrifício. Na aplicação do apóstolo, temos: “também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo” (I Pedro 2:5).
2. A legislação sagrada do Antigo Testamento tinha como propósito principal a santificação do nome de Deus perante estrangeiros e judeus, cujo propósito os cristãos devem manter. Na oração modelo, Jesus ensinou aos cristãos assim: “Pai nosso, que estás nos Céus, santificado seja o Teu nome...” (Mateus 6:9).
3. A legislação israelita visava livrar o pecador de sua culpa, torná-lo santo para um Deus santo e, remover as manchas do pecado de sua alma; ou seja, o foco era Cristo. Por isso, na carta aos Hebreus 10:14 diz: “Porque, como única oferta, [Cristo] aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados”.

APELO:

1. Honre, glorifique e exalte a Deus vivendo diariamente em Seu plano de salvação.
2. Honre, glorifique e exalte o santo nome de Deus que proveu salvação ofertando a Ele.
3. Honre, glorifique e exalte o sacrifício de Cristo, a base de nossa salvação vivendo para Ele.
Pr. Heber Toth Armí

Um comentário:

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana