quarta-feira, 28 de maio de 2014

RESPOSTA ÀS ORAÇÕES DOS OPRIMIDOS: INTRODUÇÃO À PROFECIA DAS SETE TROMBETAS


INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Apocalipse 8:2-6
As sete trombetas acontecem no lugar santo do santuário celestial, onde Jesus intercede, porque:
1. O anjo postou-se junto ao altar (Apocalipse 8:2): O altar é uma mobília do lugar santo do santuário.
2. O anjo recebeu incenso para interceder (Apocalipse 8:3): O incenso é símbolo de intercessão, pois ficava sobre o altar de ouro diante do trono.
3. O anjo que intercede não sai do lugar ao jogar fogo do altar à Terra: Consequentemente a intercessão de Cristo permanece durante o período das trombetas.
4. A voz das quatro pontas do altar de ouro, colocado diante de Deus (Apocalipse 9:13): A sexta trombeta ainda se encontra no lugar santo, ainda existe graça!
5. A arca da aliança apareceu apenas quando o templo se abriu com o toque da sétima trombeta (Apocalipse 11:19): A porta da graça encerra-se apenas com o toque na sétima trombeta, não antes. A arca da aliança se encontra no lugar santíssimo do santuário.
Existe uma grandeza verdadeiramente impressionante quanto ao objetivo das sete trombetas. Acompanhe cada parte deste sermão:

I. AS ORAÇÕES DO POVO DE DEUS: O INTECESSOR RECEBE MUITO INCENSO – Apocalipse 8:2-3
1. O altar, o incensário e o incenso são símbolos do início da intercessão de Cristo no Céu por Sua amada igreja: Quando Jesus subiu ao Céu, Ele vestiu as roupas sacerdotais (Apocalipse 1) e foi entronizado perante os seres celestiais (Apocalipse 4 e 5) para interceder pelos santos que oram a Ele (Apocalipse 8:2-3). Os blocos proféticos das sete igrejas, dos sete selos e das sete trombetas começam no mesmo ponto histórico, com a ascensão de Cristo e Sua entrada no lugar santo do santuário celestial.
2. O incenso queimado diante do trono de Deus representa as orações suplicantes dos oprimidos que clamam por justiça: A igreja cristã iniciou com dez dias de oração (Atos 1:3, 14; 2:1); enquanto isso, Jesus adentrava no santuário celestial, junto ao trono da graça, para interceder pelos cristãos, socorrendo-os “no momento oportuno” (Hebreus 4:15-16). As trombetas não tocam antes da intercessão, pois elas tocam em resposta à oração. O ato de jogar o incensário significa as respostas às orações, e cada trombeta são as diferentes formas de Deus responder às orações da igreja que sofre no mundo.
3. O incenso queimado no Céu representa o clamor dos mártires na terra desde o início da perseguição da igreja: Desde seu início, a igreja de Cristo na terra padeceu perseguição. Estevão foi cedo martirizado, e, em sua agonia olhou para o Céu e viu “a glória de Deus, e Jesus, que estava à direita de Deus” (Atos 7:54-60). Jesus atendeu a oração do primeiro mártir, pois desde a ascensão Ele pôs-se no Céu “junto ao altar, tendo um incensário de ouro. Foi-lhe dado muito incenso, para oferecê-lo com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro...” (Apocalipse 8:3).

II. A INTECERSSÃO DE CRISTO: A FUMAÇA DO INCENSO SOBE DA MÃO DO INTERCESSOR – Apocalipse 8:4
1. A oração dos fieis chamados de santos sobe até o Céu, onde está Cristo: O que é relatado na oração é recebido por Cristo no Céu, e, é repetido por Cristo perante o Pai. Deus Pai atende as orações do crente como se fosse a oração de Seu filho Jesus Cristo.
2. A oração dos cristãos exerce impacto no Céu que resulta em ação de Deus no mundo: A fumaça do incenso (símbolo da oração), que subiu da mão do anjo diante do altar (que é símbolo da intercessão de Cristo), resultou em trovões, vozes, relâmpagos e terremotos percebidos na Terra.
3. A oração causa impacto no Céu e o Céu impacta à Terra: Em todos os tempos Deus agiu em resposta às súplicas dos que clamam a Ele:
a) No Antigo Testamento: Israel, o povo de Deus, surge como uma nação em meio à escravidão e opressão egípcia em resposta às orações que subiram ao Céu (Êxodo 3:7-8). Deus enviou dez pragas a fim de levar Faraó à conversão (Êxodo 7-11) e a libertar o povo.
b) No Novo Testamento: Jesus disse que Seus seguidores seriam perseguidos duramente (João 15:18-20); o apóstolo Paulo disse que a verdadeira igreja cristã seria perseguida (II Timóteo 3:12). Logo depois de Sua ressurreição Jesus subiu ao Céu para interceder por Sua igreja, e em resposta à oração da igreja, poder agir em favor dela (Atos 12:1-12; 16:20-26).

III. A RESPOSTA DAS ORAÇÕES: INCENSÁRIO COM FOGO JOGADO SOBRE A TERRA – Apocalipse 8:5-6
1. As orações que sobem da terra ao Céu voltam à Terra com manifestações poderosas de Deus: As orações ligam a Terra com o Céu e o Céu com a Terra, ela é o meio pelo qual Deus intervém na história dos que hão de herdar a salvação.
2. A oração é o meio pelo qual o povo de Deus encontra auxílio e proteção em meio às injustiças causada pelos injustos: Com as orações de súplicas da igreja perseguida pelo mundo, há juízo de Deus sobre os perseguidores. Até o fim do tempo de graça esses juízos serão acompanhados de misericórdia visando o arrependimento dos ímpios.
3. As orações que chegam ao Céu são respondidas na Terra: Deus responde as súplicas dos aflitos com juízos específicos que impedirão os poderes das trevas de agirem mais destrutivamente os servos de Deus. Orações de “todos os santos” (Apocalipse 8:3), implicam em totalidade histórica, desde o início da igreja até a volta de Jesus.
a) As trombetas são advertências de Deus aos ímpios em forma de juízo limitado pela misericórdia em resposta ao sofrimento dos discípulos de Cristo.
b) As trombetas anunciam, desde o início da igreja cristã, um acerto de contas, sem misericórdia, no futuro; pouco antes da volta de Cristo.
c) As trombetas são as respostas de Deus à oração dos fieis contra os que oprimem a igreja de Cristo durante a história; é a intervenção de Deus antes de manifestar Sua ira ao mundo pecaminoso (Ap. 15:7-8).

CONCLUSÃO:
1. Certamente Jesus ouve as orações suplicantes de Seu povo que sofre por causa das injustiças neste mundo injusto.
2. Certamente Jesus oferece diretamente a Deus as orações dos suplicantes como João vê no incenso queimando e na fumaça que sobe de Sua mão.
3. Certamente Jesus, juntamente com Deus Pai, atende poderosamente as orações dos suplicantes e faz cair juízos objetivando admoestações sobre a Terra durante a história da Igreja Cristã.

APELO:
1. Ore, pois a oração move o Céu e a Terra em favor da igreja de Cristo.
2. Ore, pois a oração natural impacta o Céu, e, a partir dali a Terra é impactada sobrenaturalmente.
3. Ore, pois assim você estará unido e cooperando com o Soberano Deus do Universo.
Pr. Heber Toth Armí
 

5 comentários:

  1. Glórias a Deus , que maravilha é saber que Deus está atento a cada oração que é levada até Seu trono por nosso Salvador Cristo Jesus...Deixamos de receber as bençãos dos céus para nós e para os outros por que não oramos com confiança no Deus que ouve as orações...

    ResponderExcluir
  2. Deixo aq um pedido de oracao para tiago libertacao espiritual em todas as arias de sua vida

    ResponderExcluir
  3. peço oração por minha mãe que esta doente a 6 anos gostaria de pedir em nome de jesus que Deus possa cura lá confio em seu poder e entrego em suas mãos

    ResponderExcluir
  4. Que impressionante saber que nossas orações fazem impacto no Céu. Oro pelos membros de minha família. Quero minha família completa no Céu!
    Senhor, que o impacto do Céu seja percebido de forma sobrenatural sobre a vida dos meus queridos, em resposta às minhas orações, com o objetivo de salvação! Amém

    ResponderExcluir
  5. No contexto do Grande Conflito, a oração dos filhos de Deus atuam como o "sim" feito pela liberdade de escolha dada por Ele.Sem este "sim", que significa a escolha do lado a se posicionar no conflito cósmico, Deus fica "limitado" na Sua ação, porque, se agisse sem que se pedisse ou intercedesse, o diabo o acusaria de injustiça, parcialidade, e ação coercitiva, pois essa ação não fora escolhida, pedida nem desejada por pecadores não contritos, e, portanto, sem a cobertura dos méritos do sangue de Cristo (quem não pede, é porque não sente necessidade, e como o pecador autossuficiente pode reconhecer-se como tal?).Por isso, embora Deus saiba de cada uma de nossas necessidades antes mesmo que surjam, e anseie satisfazê-las, e tenha todo o poder para faze-lo, faz parte do Plano da Redenção no conflito, que Oremos. Imprescindível. A única coisa que move os Céus e abala o inferno.E por isso, faz parte da principal estratégia do diabo impedir-nos de orar ou levar-nos a fazê-lo como mera rotina mecânica e sem vida, formal.
    Aqui, neste ponto que entra "o bom combate da fé":na vida de oração. Satanás não se preocupa em levar-nos a atos pecaminosos.Ele se ocupa com impedir-nos de orar, desligar-nos de Deus (O pecado).A consequência natural serão os atos pecaminosos,e,assim, certa sua vitória.

    ResponderExcluir

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana