terça-feira, 3 de maio de 2011

“MÃE”: TÍTULO INVENTADO PELO HOMEM POR CAUSA DA GRAÇA DE DEUS


Mãe” é uma palavra que remonta aos dias do início da história mundial. Só encontramos informações seguras na revelação de Deus contida em Sua Palavra, A Bíblia. A primeira mulher da história, a esposa de Adão, foi a primeira a ser chamada de mãe. Quero convidá-lo a refletir em alguns pontos importantes desta informação registrada em Gênesis 3:20–4:1-2:

1.  A primeira mulher recebeu o título de mãe antes de ter filhos: Adão foi o responsável por escolher um nome a sua esposa. Isso aconteceu depois dele ter acusado-a de ter-lhe dado do fruto e de ouvir a sentença de morte (Gênesis 3:17-19). Ele poderia ter-lhe dado o um nome que significa “mãe de todos os mortais” ou “mãe de todos os que morrem” ou “mãe dos pecadores”, etc. No entanto, Adão preferiu chamar sua mulher de “Eva”, que significa “mãe de todos os viventes”. Ela recebeu esse nome mesmo sem ter filhos.  Os filhos só aparecem em Gênesis 4:1-2. A razão dessa atitude positiva, esperançosa e otimista é vista nos dois próximos pontos deste artigo.

2.  A primeira mulher recebeu o título de mãe antes de ter filhos por causa da graça de Deus: Adão e Eva tinham pecado, estavam prestes a sair do Jardim do Éden, o que aconteceu logo que a conversa entre eles e Deus foi concluída (Gênesis 3:21-24). Deus havia dito a eles que se comessem do fruto proibido, no mesmo dia eles morreriam (Gênesis 2:16-17). Eles comeram, mas não morreram, porque Deus providenciou um animal para substituir a morte deles (Gênesis 3:21). A morte desse animal representava a futura morte de Jesus por eles declarada por Deus em Gênesis 3:15. Assim, ao invés de morrerem, eles continuariam com vida. E, além da vida, a mulher poderia gerar vida. Isso é graça e misericórdia de um grande Deus de amor. É por isso que Adão nomeia sua esposa de “Eva, mãe de todos os viventes”.

3.  A primeira mulher recebeu o título de mãe antes de ter filhos por causa da graça de Deus e pela fé que Adão depositou na promessa de Deus: Se Adão não tivesse acreditado ou aceitado o plano de salvação apresentado na profecia de Gênesis 3:15, ele jamais teria intitulado sua esposa de mãe de todos os viventes. Mas como ele aceitou e creu que o descendente da mulher, um filho especial, esmagaria a cabeça da serpente, destruindo o mal completamente, pela fé ele nomeou “mãe de todos os viventes” a sua esposa. Exatamente no momento em que a sentença de morte foi proferida a Adão (Gênesis 3:19) foi que ele chamou sua esposa de Eva. Isso é fé, ele já não estava com medo e desesperado. Deus apresentou ao casal pecador, que deveria ter morrido, o Descendente da mulher (Jesus) que lhes traria novamente o dom perdido, o dom da vida eterna. É por esse motivo que ao conceber os primeiros filhos é dito que Eva “deu à luz”, do grego “zoé”, que significa “vida”.

Assim, analisando o texto bíblico sobre a origem da mãe, se nota o amor, a graça e a misericórdia de Deus ao lidar com os pecadores implantando-lhes esperança no coração ao trazer-lhes uma promessa de que o problema causado por eles seria resolvido por um Descendente de mulher. Não é possível saber o quando Adão e Eva entenderam sobre o nascimento, vida e morte do Filho de Deus, mas sabemos que eles creram na pequena boa notícia – evangelho – que Deus lhes apresentou. Hoje temos mais luz sobre o assunto, sabemos que Jesus nasceu sem ter participação de homem algum, apenas da mulher. Sabemos que Jesus, o descendente da mulher, morreu para dar vida, vida eterna a todo aquele que, como Adão, acreditar e viver pela fé essa promessa.

Pr. Heber Toth Armí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana