terça-feira, 30 de novembro de 2021

MOTIVOS PARA ALEGRAR-SE DIANTE DAS DIFICULDADES

INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: I Pedro 1:3-9

1. Cuidado para que ensinos e estímulos do secularismo e do pós-modernismo não tirem teu foco das verdades bíblicas reveladas por Deus a você.

2. Cuidado para que as pressões sociais, econômicas e políticas não tirem teu foco de viver os planos de Deus para tua vida.

3. Cuidado para que as situações promotoras de ansiedade não te desviem da esperança garantida aos que perseveram firmes na verdadeira fé cristã.

I. ENCONTRE MOTIVO PARA ALEGRAR-SE NA VIVA ESPERANÇA QUE SE TORNOU POSSÍVEL PELA RESSURREIÇÃO DE CRISTO – I Pedro 1:3, 6

1. Aqueles que decidem aceitar a mensagem da fatídica morte e deslumbrante ressurreição de Cristo têm sua vida regenerada; isto é, nascem de novo, tornando-se novas criaturas.

2. Aqueles que tomaram a decisão de seguir a Cristo estão salvos e pertencem a Cristo; são propriedades preciosas dAquele que deu a vida para resgatá-los.

3. Aqueles que desfrutam do privilégio da regeneração resultante da grande misericórdia de Deus exultam de alegria “ainda que agora, por um pouco de tempo, devam ser entristecidos por todo tipo de provação” (v. 6). Existe alegria em meio às diversas provações porque,

a) Deus regenera o pecador movido por Sua grande misericórdia por este mundo depravado (ver João 3:16).

b) Deus regenera o pecador a fim de que tenha uma esperança viva neste mundo desesperador.

c) Deus regenera o pecador “por meio da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos”.

1) O caráter de Deus ao nos dar Jesus para pagar o preço de nosso pecado é a razão da esperança cristã.

2) A ressurreição de Cristo revela a aceitação de Deus pelo sacrifício em favor do pecador.

3) O resgate operado por Deus através de Cristo e Seu grande sacrifício garantem o início de uma nova vida para quem se torna cristão.

II. PERCEBA A RAZÃO PARA SE ALEGRAR NA HERANÇA QUE ESTÁ RESERVADA NA PÁTRIA CELESTIAL – I Pedro 1:4, 6

1. Aqueles que decidem aceitar a mensagem do evangelho se tornam herdeiros de uma herança que jamais conseguiriam obter de outra forma. Após Sua ressurreição, Jesus ascendeu aos Céus a fim de preparar morada na casa de Seu Pai, aos que perseverarem em crer nEle apesar de passarem por situações turbulentas (ver João 14:1-3).

2. Aqueles que optaram por abandonar a vida promíscua podem ter certeza que a revelação de Deus quanto à morte e ressurreição de Cristo no passado oferece uma esperança segura quanto ao futuro. Tal herança valiosa “não pode ser tocada pela morte, não pode ser manchada pelo mal, não pode ser enfraquecida pelo tempo” afirma F. W. Beare.

3. Aqueles que tomaram a firme decisão de servir a Cristo de todo o coração são herdeiros de uma herança eterna, perfeita, valiosíssima e excelente, incomparável a qualquer outra coisa. A garantia da alegria do cristão se deve às seguintes certezas:

a) A herança celestial garantida por Deus jamais poderá perecer.

b) A herança celestial prometida por Deus jamais poderá macular-se.

c) A herança celestial reservada para o cristão jamais perderá o seu valor.

III. ALEGRE-SE NA CERTEZA DE SER CUIDADO POR DEUS ATÉ O CLÍMAX DO GRANDE CONFLITO – I Pedro 1:5-6

1. Aqueles que decidem pela fé depender de Cristo e Seu evangelho são guardados neste mundo até o dia de receber a maravilhosa herança, a qual está sendo guardada por Deus lá no Céu.

2. Aqueles que perseveram na fé bíblica enquanto atravessam as tristezas circunstancias desta vida, podem ter certeza da presença constante de Cristo durante a trajetória (ver Mateus 28:19-20).

3. Aqueles de decidiram crer no sacrifício, morte e ressurreição de Cristo devem sempre se lembrar de que possuem uma herança preparada e guardada para eles, da mesma forma em que eles são guardados e preparados por Deus para essa herança.

CONCLUSÃO:

1. A ameaça da perseguição, os ataques ferrenhos dos inimigos de Deus e os respingos de sangue do martírio podem até diminuir a alegria do cristão por pouco tempo, mas não podem extrair a alegria de um coração que exulta pela fé na herança que lhe aguarda no último tempo. Alguém disse que “um dos motivos pelos quais Deus nos deu uma nova vida em Jesus Cristo (v. 3) foi para que recebêssemos essa maravilhosa, perfeita e eterna herança” celestial.

2. Embora haja muita tristeza neste mundo sombrio tomado pelo pecado, os cristãos podem ter certeza de que na salvação que Deus nos preparou haverá muita alegria, a qual já começa a ser experimentada em meio às lutas e dificuldades desta vida, e será completa quando Jesus Cristo for revelado. Por isso, somos tomados de uma alegria indizível, indescritível; e consequentemente louvamos a Deus com todas as nossas forças, entendendo que não conseguimos demonstrar plenamente nossa gratidão ao nosso gracioso e glorioso Salvador.

3. Ainda que haja perigos neste mundo aflito, a herança do cristão é protegida; e os herdeiros são escoltados pelo poder de Deus a fim de que cheguem a desfrutar da herança conquistada por Cristo. Assim, “a esperança, do versículo 3, a fé do versículo 7, e o amor do versículo 8 se misturam na alegria indizível e cheia de glória que ainda está oculta” (F. B. Meyer). Perseverando firme na esperança celestial e na fé em Cristo, logo estaremos alcançando o alvo da nossa fé: A salvação de nossa alma (v. 9).

APELO:

1. Refugie-se na proteção divina que é segura e certa quando todo tipo de provação alcançar teu frágil e abatido coração.

2. Persevere na esperança da herança cristã guardada no Céu quando todo tipo de desespero bater à tua porta neste mundo hostil.

3. Observe os motivos que o Céu te dá para se alegrar quando o mundo te oferece tantos motivos para te entristecer.

Pr. Heber Toth Armí

sexta-feira, 12 de novembro de 2021

ATENÇÃO DE DEUS DADA A VOCÊ

INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: I Pedro 1:10-12

1. Os profetas do Antigo Testamento falaram da graça e da glória da salvação focando o Messias que viria e sofreria.

2. Os profetas do Antigo Testamento foram inspirados pelo Espírito de Cristo, e seus escritos foram a base da pregação dos apóstolos no Novo Testamento.

3. Os profetas e apóstolos receberam informações privilegiadas tão importantes que até os anjos são tomados de interesse por vê-las em desenvolvimento.

Na NVI diz que a graça é destinada a vocês, que as profecias messiânicas foram preditas a vocês, ministradas pelos profetas a vocês. Então, vamos entender o que nos foi concedido que os profetas ansiavam por saber mais, e até os anjos estão expectantes para pela execução dessas revelações.

I. DEUS PROVEU PROFETAS PARA APRESENTAR A GRAÇA A VOCÊ – I Pedro 1:10-11

1. Os profetas foram privilegiados para nos privilegiar com maravilhosas revelações de Deus: A salvação que resulta na herança imensurável quanto ao seu valor e durabilidade é fruto da graça de Deus (I Pedro 1:4), tanto quanto a revelação dessa herança.

2. Os profetas transmitiram informações privilegiadas: A revelação não era primariamente destinada aos profetas, mas aos ouvintes e leitores desses profetas; primariamente os contemporâneos de Pedro, e depois, a todos os cristãos de todos os lugares são abençoados com seus escritos. A graça da salvação foi proferida pelos profetas de um passado remoto, mas tinha você como destino.

3. Os profetas ansiavam pelas informações que hoje nós tempos: A temática da salvação atraiu a atenção dos profetas que receberam de Deus a revelação. Por isso, eles investigaram e examinaram intensamente a história da redenção.

a) Eles queriam saber detalhes quanto ao tempo apontado pelo Espírito de Cristo para o cumprimento das promessas.

b) Eles queriam conhecer as circunstâncias quanto ao sofrimento de Cristo e as glórias que se seguiriam àqueles sofrimentos.

4. Os profetas nos proveram do evangelho provido por Deus a eles: O evangelho foi conduzido pelo Espírito Santo, foi revelado aos profetas e pregado pelos evangelistas visando alcançar pecadores do primeiro século, e também a nós que aguardamos a consumação dos séculos (Mateus 28:20).

II. DEUS PROVEU UM SALVADOR A FIM DE RESGATAR GRACIOSAMENTE A VOCÊ – I Pedro 1:11-12

1. Deus deu Seu Filho: Os sofrimentos de Cristo foram preditos pelos profetas a fim de libertar os condenados pelo pecado, em que você é beneficiado.

2. Jesus Se deu por nós: As glórias de Cristo que se seguiriam ao Seu sofrimento resultariam em salvamento dos condenados pecadores.

a) Os salvos são regenerados para uma vida esperança em uma maravilhosa herança (I Pedro 1:3).

b) Os salvos aguardam o cumprimento da esperança de uma herança (I Pedro 1:4).

c) Os salvos são protegidos pelo poder de Deus até o último século (I Pedro 1:5, 9).

3. Deus nos deu a revelação: As profecias dos profetas do Antigo Testamento apontavam para um Salvador que viria; os apóstolos no Novo Testamento apresentaram um Salvador que veio em cumprimento das profecias do Antigo Testamento. A Bíblia é fruto da generosa graça de Deus onde encontramos Seus atos graciosos, cujo ápice é o cume do monte Calvário.

III. DEUS PROVEU O EVANGELHO VISANDO ALCANÇAR VOCÊ – I Pedro 1:10-12

1. Deus quer que tenhamos interesse no que interessa a Ele: Se até os profetas, que receberam informações privilegiadas, investigaram e examinaram a fim de saber mais, quanto maior deve ser o teu e o meu interesse pela revelação a nós destinada. Tais informações devem ter nosso interesse também. Precisamos saber que: 

a) Os sofrimentos de Cristo têm como objetivo nos livrar do sofrimento causado pelo pecado. Sua morte é a garantia de vida eterna para nós que estamos condenados à morte, caso aceitamos Sua oferta.

b) As glórias que se seguiriam àqueles sofrimentos de Cristo têm a ver com Seu segundo advento, quando Ele retornar para buscar os que O aguardam para completar a salvação dos sofredores deste mundo (I Pedro 1:6-9).

2. Deus quer que tenhamos tanto interesse na salvação quanto os anjos tem mesmo sem precisarem da salvação que precisamos: Se até os anjos anseiam observar o desenrolar do plano da salvação, quanto mais deveria interessar a nós que somos os beneficiários do sacrifício de Cristo para livrar-nos da condenação.

CONCLUSÃO:

1. O evangelho não é exclusivo dos escritores inspirados do Cristianismo: Os profetas do Antigo Testamento profetizaram o que foi realizado no Novo Testamento. No Novo Testamento a promessa do Antigo Testamento tem seu cumprimento.  Precisamos nos deleitar nos escritos dos profetas tanto quanto eles tinham interesse em pesquisar mais sobre o plano da salvação. Devemos investir tanto em entender o desenvolvimento do plano da redenção como os profetas ou tanto quanto os anjos anelam perscrutar.

2. O evangelho não é exclusivo aos cristãos: Os cristãos que foram alvos dos pregadores do evangelho devem entender que todos os outros pecadores ainda precisam dessas informações privilegiadas. Todo cristão deve se empenhar em anunciar a todos os pecadores que a salvação tão ansiosamente esperada no Antigo Testamento tornou-se realidade com a morte e ressurreição de Cristo descrita no Novo Testamento.

3. O evangelho não é interesse apenas dos carentes de graça e salvação: Até mesmo os anjos anseiam ver a consumação do grande conflito que envolveu o Universo inteiro, inclusive atingiu em cheio ao Filho de Deus. Os sofrimentos de Jesus Cristo resultarão em glória a Ele e ao Universo quando, no juízo final, for colocado um ponto final no problema do pecado causado pelas forças do mal.

APELO:

1. Estude com afinco ao Antigo Testamento para compreender melhor o plano de Deus para você.

2. Analise o Novo Testamento tendo como base ao Antigo Testamento para que entendas o desenrolar do projeto divino para você.

3. Desfrute de todos os privilégios concedidos por Deus e Seu Filho preparados para você.

Pr. Heber Toth Armí.

Postagens mais acessadas nesta semana