sábado, 5 de maio de 2018

ÁRVORE DE VIDA EM PROVÉRBIOS: SABEDORIA, JUSTIÇA, REALIZAÇÃO E CURA


INTRODUÇÃO: Textos bíblicos principais: Provérbios 3:18; 11:30; 13:12; 15:4

1. A árvore da vida era, no Jardim do Éden, a fonte da eterna juventude (Gênesis 2:9).
2. A árvore da vida foi vetada ao casal desobediente a Deus que, consequentemente, foi expulso do jardim que produzia os frutos da vida (Gênesis 3:22-24).
3. A árvore da vida não existe mais no mundo, como não mais encontramos o jardim do Éden. Contudo, de uma forma metafórica, o sábio Salomão em Provérbios, refere-se a benefícios atuais, quando a expressão árvore de vida está ligada:

a) ...à “sabedoria” (3:18),
b) ...ao “fruto da justiça” (11:30),
c) ...ao “desejo cumprido” (13:12); e,
d) ...à “língua suave” que cura, a qual “é árvore de vida” (15:4).

I. A ÁRVORE DE VIDA NA SABEDORIA – Provérbios 3:18

1. Apesar de inacessível hoje, ainda assim é possível experimentar os resquícios dos frutos da árvore da vida enchendo, com sabedoria, nosso coração de esperança de um dia comermos literalmente desse fruto. 

“Como os primeiros pais rejeitaram a orientação da sabedoria e seguiram Satanás, nenhum de seus descendentes teve o privilégio de provar da árvore da vida. A sabedoria divina nos conduz no caminho da vida, que terá o mesmo resultado. Ela nos dará vida mais longa e plena neste mundo e acesso à árvore da vida, no mundo por vir (Ap 22:14)” (Comentário Bíblico Adventista, v. 3, p. 1075).

2. Alcançar sabedoria equivale a comer da árvore da vida e experimentar de seus benefícios como se comesse do fruto e repousasse na sombra dessa árvore.
3. Os que retêm a sabedoria são como se absorvesse os nutrientes dos frutos da árvore da vida: Adquiri vida plena, abundante e com propósitos (I Coríntios 1:24; João 10:10). 

II. A ÁRVORE DE VIDA NO FRUTO DA JUSTIÇA – Provérbios 11:30

1. O justo é como a árvore da vida neste mundo horrível e degradante, cujas palavras e ações de justiça são como frutos dessa árvore num mundo de injustiças.
2. O justo abre a boca para expressar palavras edificantes, que nutrem e refrigeram àqueles que as ouvem.
3. O justo formula as suas palavras para que produza vida eterna, salvação e, alcance muitas pessoas para Jesus. Tais palavras:

a) São como alimento para revigorar fisicamente, restaurar emocionalmente e nutrir espiritualmente os injustiçados.
b) São úteis para o desenvolvimento holístico de crianças, jovens, adultos e idosos, para crentes e ateus, homens e mulheres que enfrentam desafios para sobreviverem.
c) São importantes para erguer o pecador da sarjeta do pecado, das mazelas da imoralidade, da imundícia da corrupção e da lama das perversidades que são contrárias à vida.
d) São relevantes para despertar sonolentos espirituais, animar os fracos na fé, os mornos na prática da religião e os trôpegos no compromisso com Cristo levados pela maré das injustiças do maligno.

III. A ÁRVORE DE VIDA NO DESEJO CUMPRIDO – Provérbios 13:12

1. O desejo cumprido é como experimentar da árvore da vida: Revigora, produz energia e alegra o coração.
2. A esperança que se cumpre traz satisfação que promove cura das doenças do coração ansioso, aflito e descontente.
3. A esperança restaura o doente e satisfaz o coração triste; o coração e a alma são estimulados e reanimados.
4. O desejo realizado não é uma árvore real, mas pode ser comparado a árvore de vida, pois energiza e rejuvenesce a alma de quem não permitiu que o tempo adoecesse o coração. 

IV. A ÁRVORE DE VIDA NA LÍNGUA QUE CURA – Provérbios 15:4

1. A língua suave (serena) é árvore de vida para pecadores assolados nas agruras da vida.

a) Os quebrantados saem com coração curado após ouvirem palavras restauradoras.
b) Os desesperados e desnorteados pecadores saem entusiasmados com a vida após ouvirem palavras alentadoras.
c) Os moribundos e angustiados saem restaurados após entrarem em contato com a língua serena (suave).
2. O melhor exemplo da língua que é árvore de vida é a língua de Jesus: Suas palavras são espírito e vida; Seus lábios pronunciam palavras de vida eterna (João 6:63).
3. Para que nossa língua também promova vida, Ellen G. White nos aponta a direção:

a) Aquele que, “mantém o coração alçado em oração, Deus o ajudará a dizer a palavra oportuna a seu tempo”.
b) “Se olharmos o lado brilhante das coisas, acharemos bastante para tornar-nos animosos e felizes. Se dermos sorrisos, eles nos serão devolvidos; se falarmos palavras agradáveis, animosas, elas nos serão pronunciadas em retorno”.
c) “Nunca permitas que uma censura te escape dos lábios, pois é qual desoladora saraivada aos que te cercam. Caiam de teus lábios palavras animadoras, ternas e amoráveis”.

CONCLUSÃO:

1. A verdadeira sabedoria advinda da revelação outorgada por Deus é semelhante a experimentar e beneficiar-se da árvore de vida e seus frutos vitalizantes.
2. A verdadeira atitude de justiça frente às diversas situações da existência, provocadas pelas ações injustas do mal com suas tentações que promovem adversidades na sociedade, são como a presença da árvore da vida aos moribundos deste mundo.
3. A realização de um sonho acalentado no coração é como árvore de vida para quem não se desanimou ou adoeceu pelo tempo de espera.
4. A língua que, em vez de agredir, ferir e destruir profere palavras bondosas, inspiradoras e curativas restauram a vida alheia como a árvore da vida restaurava Adão e Eva no Jardim do Éden.

APELO:

1. Busque a verdadeira sabedoria para que experimentes no presente pelo menos os singelos efeitos de uma vida prolongada, próspera e digna de ser vivida; então, no futuro comerás literalmente o fruto real dessa árvore e viverás eternamente (Apocalipse 2:7; 22:2, 14).
2. Proceda em favor da justiça divina e serás como árvore de vida para as pessoas que você entrar em contato.
3. Aguarde o grande dia em que entrarás no paraíso de Deus e literalmente comerás da árvore da vida e experimentarás a sensação máxima de ter esperado por esse dia.
4. Enquanto esse dia não chega, use tuas palavras como árvore de vida para as pessoas com quem você convive e incentive-as a se prepararem e aguardarem o dia em que literalmente comerão o suculento fruto da árvore da vida.
Pr. Heber Toth Armí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana