quinta-feira, 26 de setembro de 2013

A SUFICIÊNCIA DA BÍBLIA: BALUARTE CONTRA O ERRO


INTRODUÇÃO: Texto bíblico: II Timóteo 3:16-17
1. Nenhum outro livro no mundo se iguala à Bíblia, a qual é o Livro de Deus a toda humanidade.
2. A inspiração da Bíblia foi plenária, tanto o Antigo como o Novo Testamento são as Palavras de Deus, as quais não mudam; quem muda são as pessoas.
3. A Bíblia tem autoridade que jamais qualquer outro livro pode pleitear para si, Sua autoridade origina-se em Deus; portanto, ignorá-la equivale a ignorá-Lo.

I. A BÍBLIA MOSTRA AO SER HUMANO COMO TER ATITUDES CONTRÁRIAS AO PECADO – II Timóteo 3:16
1. A Bíblia não foi deixada por Deus para ser meramente estudada, mas para ser praticada pela humanidade.
2. A Bíblia não precisa de revisão ou de novas edições ou mesmo de complemento; a nossa vida é que precisa ser revisada e editada com base na Bíblia.
a) Há um envolvimento ativo de Deus na redação que os homens fizeram da Bíblia a ponto dela ser escrita por homens, mas ser a Palavra de Deus escrita.
b) Há ensinamentos tão elevados que os que vivem aqui neste mundo miserável não os compreendem.
c) Há ensinamentos tão puros que os impuros os rejeitam por confrontar suas impurezas mentais, físicas e espirituais.
3. A Bíblia não deve ser usada como um objeto mágico, como amuleto ou talismã; mas como um guia, um manual, de aperfeiçoamento do caráter arruinado pelo pecado.

II. A BÍBLIA AJUDA O SER HUMANO A VER QUE A VIDA PLENA NESTE MUNDO SERÁ CONTRÁRIA À VIDA MISERÁVEL DO MUNDO – II Timóteo 3:17
1. A Bíblia é mais que um livro de promessas, de bênçãos, de soluções para problemas; ela revela a única forma de viver perfeitamente e com plenitude o mais alto potencial humano.
2. A Bíblia é mais que um livro antigo, importante e sobrenatural; ela é capaz de ensinar, repreender, corrigir e instruir em justiça aos que vivem em qualquer lugar e época:
a) A ação de Deus foi tão real na elaboração da Bíblia que ela é a verdadeira palavra de Deus a todos os homens.
b) A instrução bíblica é única entre livros religiosos cheios de rituais sagrados, fórmulas secretas ou descrições de experiências místicas do fundador de um grupo religioso.
c) A orientação divina refere-se à vida como um todo, tanto os aspectos religiosos quanto os seculares.
3. A Bíblia é mais do que um livro preferido ou um livro em que alguns se identificam com uma parte mais que outras; toda ela é revelação de Deus, toda ela deve ser considerada, por todo ser humano.

III. A BÍBLIA VISA APERFEIÇOAR PERFEITAMENTE TODO SERVO DE DEUS EM TODAS AS ÁREAS DA VIDA – II Timóteo 3:16-17
1. Não é a personalidade de um indivíduo que deve ditar a interpretação da Bíblia; cada indivíduo deve olhar para a vida pela ótica da Bíblia.
2. Não é a Bíblia que tem de adequar-se a qualquer à cultura; ela deve ser considerada um guia adequado para todas as culturas ou práticas culturais. Pois, ela é integralmente útil para;
a) Ensinar doutrinariamente o caminho da verdade, da vida e da pureza;
b) Reprovar e censurar o erro, o pecado e a imoralidade;
c) Corrigir, retificar ou reformar o estrago que o mal fez nas pessoas;
d) Instruir aos que a ela submetem pela disciplina perseverante na justiça divina;
e) Preparar pecadores injustos a viver perfeito relacionamento com Deus a ponto de plenamente refletir Seu caráter em todas as suas atividades.
3. Não é o indivíduo que deve tentar explicar a Bíblia à luz de seu comportamento ou de sua cosmovisão; mas a Bíblia deve confrontar mentes e opiniões humanas.

CONCLUSÃO:
1. A Bíblia é o padrão pelo qual se deve testar quaisquer declarações da verdade, de crença e de doutrina. Se toda a Bíblia fosse aceita e seguida por todas as pessoas, o erro seria combatido.
2. A Bíblia revela que toda pessoa deve pensar, viver e agir bíblica e integralmente o tempo inteiro. Se toda a Bíblia fosse a regra de fé de toda igreja, não haveria tantas denominações diferentes pregando heresias a tanta gente.
3. A Bíblia não deve ser moldada por cada pessoa que a lê; pelo contrário, cada pessoa que a lê deve permitir ser moldada por ela. Se toda a Bíblia fosse estudada como um todo da Palavra de Deus, a verdade jamais teria sido considerada relativa.

APELO:
1. Leia a Bíblia para ser confrontado por ela, não para confrontá-la.
2. Leia a Bíblia para ser corrigido por ela, não para corrigi-la.
3. Leia a Bíblia a fim de ver onde está o teu erro, não para encontrar erros nela.

Pr. Heber Toth Armí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana