sábado, 21 de abril de 2012

O PRIMEIRO “SÉTIMO DIA” DA HISTÓRIA MUNDIAL


INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Gênesis 2:1-3
1. Desde o início Deus já possuía um propósito definido para a criação do mundo e quando tudo estava completo Deus cessou de trabalhar.
2. O significado teológico do descanso de Deus é Sua satisfação com tudo o que havia acabado de criar, pois concluíra que tudo era muito bom.
3. O Significado de shabbat traduzido por “descansou” revela o cessar de atividades de Deus por ter alcançado satisfação ao ver Sua criação acabada – pois Deus não se cansa jamais (Isaías 40:28).

I. A ORIGEM DO SÉTIMO DIA REVELA SUA IMPORTÂNCIA E O PORQUÊ DE NOSSA CONSIDERAÇÃO – Gênesis 2:1-2
1. O sétimo dia não foi invenção ou criação de nenhum ser humano na história.
2. O sétimo dia não foi invenção ou idealização de nenhuma instituição religiosa.
3. O sétimo dia é idealização e invenção de Deus quando concluiu Sua criação do Planeta Terra:
a) Deus cessou todas as Suas atividades para revelar a importância de não permitir ser consumido pelo excesso de trabalho sem pausa para reflexão.
b) Deus cessou Suas atividades no sétimo dia para demonstrar aos pais da raça humana um dia memorial da sua nobre origem.
c) Deus cessou Suas atividades para ensinar a lição de que tudo o que somos e temos depende dEle e devemos glorificar-Lhe por isso.

II. A ORIGEM DO PRIMEIRO SÉTIMO DIA REVELA SEU OBJETIVO SEMANAL NO DECORRER DA HISTÓRIA – Gênesis 2:1-2
1. Deus criou a raça humana apenas no sexto dia quando tudo o mais já estava concluído para descansar junto com Suas criaturas humanas.
2. Deus criou os seres humanos no sexto dia para que o primeiro dia completo deles fosse o sétimo da criação; neste dia Deus deu total atenção a eles.
3. Deus criou o ser humano para relacionamento e o sétimo dia é para desenvolver mais intensamente esse relacionamento que restaura e recria a criatura humana.
a) Assim, o sétimo dia não é apenas um sinal de parada, mas um convite para crescente amizade entre o ser humano com o ser divino.
b) Além disso, o sétimo dia convida o ser humano a dominar o “eu” e reconhecer o domínio e soberania do Deus que ama, cuida e protege a vida.
c) Deste modo, o sétimo dia revela as verdades centrais do evangelho:
·   A liberdade do trabalho nos habilita a experimentar liberdade em Deus.
·   O ser humano deixa suas obras de lado para descansar nas obras de Deus.
·   O sétimo dia é um presente gracioso que revela a graça imerecida de Deus.

III. A ORIGEM DO PRIMEIRO SÉTIMO DIA REVELA OS PRIVILÉGIOS PARA A VIDA HUMANA – Gênesis 2:3
1. Deus descansou no sétimo dia: Deus cessou tudo para passar um dia inteiro na companhia dos seres humanos a fim de desenvolver espiritualidade.
2. Deus abençoou o sétimo dia: Deus abençoou o sétimo dia para que quando o ser humano imitasse o descanso divino recebesse muitas bênçãos.
3. Deus santificou o sétimo dia: Deus santificou o sétimo dia para que quando o ser humano entrasse corretamente nas horas sagradas fosse santificado por Deus.

CONCLUSÃO E APELO:
1. O simples fato de esquecer o significado do sétimo dia negligencia-se a Deus como Criador, Suas bênçãos e Seu propósito santo para a vida neste mundo. Isso reduz o vigor espiritual!
2. Pessoas que sabem pouco ou nada sobre o sétimo dia, suas bênçãos e santidade, podem aprender muito a partir de tua maneira de observá-lo. Passe o sétimo dia de cada semana inteiramente com Deus, e que isso não impeça de estar na Sua presença em todos os outros dias da semana; isso revigora a espiritualidade.
3. O simples fato de lembrar o significado do sétimo dia deve fazer-nos refletir nas seguintes perguntas: “Estou na companhia de Deus?” “O que estou fazendo ou, o que desejo fazer no sétimo dia, honrará o Criador que faz tudo por mim?”

Pr. Heber Toth Armí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana