quarta-feira, 29 de junho de 2011

MURMURAR: A ATITUDE DO CRISTÃO SEM CRISTO


INTRODUÇÃO: Texto bíblico: Lucas 15:25-32
1. Esse texto é o clímax do sermão de Jesus em forma de parábola diante da murmuração dos fariseus e escribas que O acusavam de receber publicanos e pecadores (Lucas 15:1-2).
2. Esse texto em forma de parábola faz parte dos argumentos de Jesus a fim de explicar Sua ação para com os pecadores. Para isso, Ele usou:
· A parábola de alguém que reencontrou sua ovelha perdida (Lucas 15:3-7).
· A parábola de uma mulher que reencontrou a moeda extraviada (15:8-10).
· A parábola de um pai que recebeu com amor o filho perdido quando este voltou para casa (15:11-24) e de como tratou com amor o filho mais velho que murmurava por causa da atitude do pai (15:25-32).
3. Esse texto em forma de parábola alude a uma relação entre pai e filho para ilustrar a relação entre Deus e os seres humanos; o qual visa contrastar a alegria de Deus pelo pecador arrependido com a murmuração sem amor dos cristãos sem Cristo.

I.   QUEM ANDA MURMURANDO ESTÁ PERDIDO DENTRO DA CASA DO PAI, A IGREJA – Lucas 15: 25-30
1. Nem todos os que estão na igreja, ativos e empenhados no trabalho, são convertidos: O irmão mais velho, na parábola simboliza o fariseu e o publicano que murmuravam diante do amor e misericórdia de Jesus que não entraram na festa da salvação.
2. Nem todos os que estão na igreja concordam com Deus: O filho mais velho discordou da maneira do Pai agir e lidar com o filho mais novo. Muitos cristãos são como o filho mais velho: crêem que suas atitudes são mais justas que as de Deus. Estão tão insatisfeitos e perdidos quanto quem está no mundo.
3. Nem todos os que estão na igreja tratam as pessoas como Deus gostaria que fossem tratadas: O filho mais velho tratou com frieza, crítica e desprezo ao seu irmão que voltou para casa. Assim, o princípio de vida é que nem toda pessoa que une à igreja física faz parte do corpo de Cristo.

II. QUEM ANDA MURMURANDO SE ENTRISTECE COM O QUE TRAZ ALEGRIA AO CORAÇÃO DE DEUS – Lucas 15:25, 28-32
1. O que era motivo de alegria do pai é motivo de tristeza ao murmurador: Enquanto o pai esperava o retorno do filho mais novo, o filho mais velho estava envolvido com outras atividades secundárias ao invés de estar ao lado do pai esperando pelo pródigo.
2. O que era motivo de alegria do pai incita o ciúme, a inveja e a tristeza em quem está na igreja com objetivo errado: Enquanto o pai promovia uma festa pelo retorno do filho mais novo que havia se perdido e fora achado, o filho mais velho indignou-se com o filho mais novo e a atitude do pai. A igreja é lugar de acolher o pecador não de chutá-lo para fora.
3. O que traz alegria ao coração de Deus entristece quem está na igreja com um coração legalista: O legalista tem prazer em criticar e apontar o erro dos outros e em promover sua obediência e justiça própria. O legalista não ama, não perdoa e não tem compaixão pelas pessoas como Deus tem. Se o legalista fosse para o Céu veria defeito até no próprio Deus.

III. QUEM ANDA MURMURANDO NÃO VÊ AS PESSOAS COMO DEUS VÊ – Lucas 15:30-32
1. Quem não tem compaixão no coração pensa que Deus tem de castigar as pessoas quando procuram pelo perdão: O filho mais velho argumenta com o Pai que o pródigo não merecia aquela festa, mas ele próprio merecia. Segundo ele, o irmão deveria ser castigado, rejeitado e humilhado por ter gasto o dinheiro com prostitutas.
2. Quem não tem misericórdia no coração deseja a misericórdia de Deus apenas para si mesmo e nunca para os outros: Tem cristãos que quer somente para si o amor de Deus, desejando para os outros apenas a justiça de Deus.
3. Quem não tem amor no coração não compreende o infinito amor do pai em compartilhar tudo o que tem: Jesus é a dádiva de Deus. Ele morreu por todos a fim de oferecer-lhes o Céu. Porém muitos cristãos perderão o Céu porque focaram apenas num cabrito para festejar com seus amigos e não no amor do Pai pelos pecadores.

CONCLUSÃO:
1. O cristão que anda murmurando deveria arrepender-se, humilhar-se e deixar de ver a vida e a Deus com os olhos cheios de indignação, ciúme, inveja, ira, amargura, arrogância e orgulho.
2. O cristão que anda murmurando deveria parar de brigar por um cabrito (um cargo, uma bênção, um reconhecimento, etc.) a ponto de perder a festa da salvação no reino dos Céus. A murmuração revela um coração ingrato!
3. Quem anda murmurando deveria ter mais comunhão com Deus e com os outros a fim de encontrar prazer naquilo que agrada a Deus. Como o filho mais velho, quem se envolve com tantas outras coisas não tem prazer na comunhão com o Pai e nem com o irmão.

APELO:
1. Sinta o amor de Deus ao chamar-te de filho.
2. Sinta a presença de Deus submetendo-se com humildade à Sua autoridade.
3. Sinta, como filho, que tudo o que é de Deus é teu também.

Pr. Heber Toth Armí

5 comentários:

  1. É muito fácil dizer que temos de parar de murmurar, o que deve-se ensinar é: como?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A bíblia diz que o amor a Deus é lançado fora todo medo(1ºJoão 4:18)creio que quando se é verdadeiramente convertido a Deus e o AMA de todo coração a vontade de murmurar também é lançado fora, assim como o medo,simples assim.

      Excluir


  2. O homem quando esta em cristo, o espirito santo vem sobre ele e ensina como deve parar de murmurar, porque meu irmão o estudo biblico que ai sta postado ensina como e acredite que isto que ai esta veio do espirito.

    vou lhe dar um conselho se arrependa e chegue-se mais a Deus que ele tudo fará........

    ResponderExcluir
  3. Realmente veio do espírito santo. Eu murmuro, as vezes não consigo segurar e me sinto muito mal depois.Aprendi hoje que o primeiro passo é a confissão a Deus e o arrependimento, e peço a Deus que me ensine a ser cristã e encarar meus problemas de outra forma e nunca mais murmurar.

    ResponderExcluir

Dê seu parecer respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana