segunda-feira, 20 de setembro de 2010

DEUS DESEJA SUPRIR TODAS NOSSAS NECESSIDADES

INTRODUÇÃO: Texto bíblico: Mateus 6:9-13

1. Na oração modelo Jesus deixou claro que devemos nos dirigir a Deus a fim de termos nossas necessidades satisfeitas. Ela é uma oração singela e ao mesmo tempo complexa, calma e incendiária, inofensiva e desafiadora.

2. Na oração deixada de modelo, conhecida como “Pai Nosso”, fica claro que tudo vem de Deus e em Deus encontramos tudo.

3. Na oração que Jesus ensinou Seus discípulos, inclusive a nós, encontramos lições preciosíssimas sobre como podemos ser plenamente satisfeito aqui na terra aguardando o lar celestial.

I. NOSSA NECESSIDADE ESPIRITUAL NA ORAÇÃO MODELO (Mateus 6:9-10):

Todos os seres humanos têm, consciente ou inconscientemente, a necessidade de buscar um Ser transcendente, somente a intimidade com Deus supre essa necessidade.

  1. A palavra “Pai” indica, em primeiro lugar na oração que Deus deseja o primeiro lugar em nossa vida. Nossa alma encontrará a verdadeira paz e o verdadeiro prazer fazendo a vontade de Deus como uma criança se submete a seu pai.
  2. A palavra “Pai” indica a existência de um relacionamento íntimo entre o Criador e criatura. Deus está no Céu e nós aqui na terra. Deus é eterno e nós limitados ao tempo. Deus é santo e nós pecadores, devemos reconhecer isso – “Santificado seja Teu nome”.
  3. A palavra “Pai” também implica que devemos ir a Deus como um filho se dirige ao pai terrestre, com humildade e desejo de encontrar tranqüilidade. A oração é o meio de dirigirmos ao santo Deus todo poderoso como nosso Pai.

II. NOSSA NECESSIDADE SOCIAL NA ORAÇÃO MODELO (Mateus 6:9, 12-13):

Todos os seres humanos têm, consciente ou inconscientemente, a necessidade de relacionamento interpessoal, somente Deus pode resolver as diferenças e nos unir em paz uns com outros.

  1. Jesus nos ensina a igualdade entre nós humanos quando incluiu o pronome “nosso” quando nos ensinou a orar: “Pai nosso”. Ninguém é melhor do que ninguém entre os humanos, todos necessitam de Deus da mesma maneira.
  2. Jesus nos ensina que a condição para oferecer o Seu perdão é que devemos oferecer primeiramente ao nosso próximo o perdão, se o ofendemos ou mesmo se fomos ofendidos. Jesus nos ensina a lembrar dos outros quando suplicamos a Ele pelo pão de cada dia.
  3. Jesus nos ensina que devemos orar uns pelos outros para que Deus nos livre das tentações e do mal. Devemos fortalecer uns aos outros com oração e ação. Isso supre nossas necessidades de relacionamento.

III. NOSSA NECESSIDADE FÍSICA NA ORAÇÃO MODELO (Mateus 6:11):

Todas as pessoas têm necessidades não só espiritual ou relacional, mas também de coisas materiais. Ao Jesus ensinar sobre nossas necessidades físicas não é errado clamar por elas.

  1. “O pão nosso” reflete nossa necessidade de nutrientes, alimentos; e, Deus sabe como suprir essa necessidade, devemos recorrer a Ele diariamente.
  2. “O pão nosso de cada dia nos dá hoje” reflete o desejo diário que temos de alimentos e o desejo diário de Deus em suprir essa necessidade.
  3. “O pão nosso de cada dia nos dá hoje” implica que cada dia Deus nos alimenta através de várias formas, do trabalho, da plantação, da colheita e da ajuda mútua de todos os seres humanos.


CONCLUSÃO:

1. O primeiro objetivo de Jesus ter ensinado a oração do “Pai Nosso” é para mostrar-nos que nossas necessidades são supridas pela íntima oração que nos liga a Deus como nosso Pai.

2. O segundo objetivo de Jesus de ter ensinado a oração do “Pai Nosso” é desafiar-nos a viver em relacionamento com Deus e com nossos semelhantes socialmente.

3. O terceiro objetivo de Jesus de ter ensinado a oração do “Pai Nosso” é mostrar-nos o quão dependente somos de Deus, e todo aquele que não buscar a Deus humildemente jamais terá todas as suas necessidades supridas. Haverá um vazio em sua alma que só Deus preencherá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê seu parecer. Elogie ou critique respeitando a ética cristã. Sua opinião será bem-vinda:

Postagens mais acessadas nesta semana